Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Arqueologia em choque após descoberta de 66 estátuas da deusa mais temida do Antigo Egito

de Julia Moretto 0

No mês passado, na margem oeste do rio Nilo, local em que se situava a antiga cidade de Tebas, capital dos faraós egípcios, os especialistas se depararam com uma descoberta muito importante. 

De acordo os relatos do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, os cientistas escavaram o templo funerário de Amenófis III, a fim de encontrarem os restos de uma muralha que dividia o pátio e o salão das colunas desse templo.

Porém, durante a busca, os arqueólogos encontraram 66 estátuas da deusa egípcia Sekhmet.

estatua-egito_02

Segundo a mitologia, Sekhmet, representada pela cabeça de uma leoa, era a deusa da guerra e da vingança. Além disso, o deserto foi criado com o seu sopro, por isso, era também a protetora dos faraós, os guiando em suas batalhas.

Fonte:  Seu History Fotos: Reprodução / Seu History 

Jornal Ciência