TOP 7 frases que você não deve dizer para as crianças

de Redação Jornal Ciência 0

o-que-nao-dizer-ao-seu-filho

Educar é para os pais um exercício árduo e constante. Afinal, formar um cidadão de bem requer tempo e paciência.

 

Logo, é essencial que estes fiquem atentos ao que cerca a criança, uma vez que estas são exímias aprendizes. Essa filtragem deve ser feita tanto em ambientes externos quanto no que a criança ouve na própria casa. Sendo assim, na lista abaixo você confere sete frases que devem ser evitadas perto dos pequenos.

 

1 – “Sempre obedeça aos mais velhos

Crianças costumam entender tudo ao pé da letra. Logo, ela entenderá que é sua obrigação obedecer a qualquer pessoa mais velha. Quando você considera um contexto mais amplo para esta frase, ela pode colocar a criança em risco de confiar em adultos que lhe são estranhos.  Logo, o melhor seria dizer: “obedeça sempre seus pais ou alguém de confiança” (como tios e avós, por exemplo), frisando o tipo de pessoa a ser obedecida.

 

2 – “Pare de chorar

Pode parecer estranho, mas nunca peça a uma criança que pare de chorar. Ao invés disso, pergunte a ela: “o que está acontecendo?”, “por que você está chorando?”, “por que está triste?”, “tem algo te machucando?”. Assim, você a ajudará identificar o problema ou emoção sentida no momento. Por outro lado, ao ser repreendida pelo choro, a criança pode entender que é ruim demonstrar emoções, correndo o risco de se tornar uma pessoa extremamente reservada e apática.

 

3 – “Você tem que dividir

Neste caso, a criança pode entender que não possui nada e que tudo ao seu redor deve ser dividido. Embora o altruísmo seja uma coisa sadia, quando em excesso ele pode vir a causar problemas. A criança pode, por exemplo, assumir que é sua obrigação sacrificar tudo pelos outros, ignorando seus próprios valores e o que conquistou. O ideal então seria ensinar com estas frases: “Você deixa ele(a) brincar um pouquinho com seu brinquedo?”, “que tal trocarem os brinquedos, assim todos podem brincar?”. A intenção aqui é que a criança aprenda a administrar o que possui.

 

4 – “Quem te ensinou isso

Ao ouvir esta frase a criança automaticamente deixa de se sentir responsável por sua ação, e vê nela a oportunidade de transferir a culpa para outras pessoas. Quando você se deparar com este tipo de situação, experimente perguntar: “Por que você fez isso?”. Desta forma, a criança ainda terá a oportunidade de se explicar e refletir sobre o que fez de errado.

 

5 – “Olha como ele se comporta bem e você não

Esse sistema de comparação só faz com que a criança se sinta inferior às outras sendo desestimulada a melhorar. Ninguém gosta de ser comparado. Esta é uma ação que afeta diretamente a autoestima. Logo, experimente encorajar a criança a ser melhor. Diga: “Eu te amo, você consegue fazer isso”, você verá que ela será muito bem-sucedida no que está tentando fazer. Lembre-se que ninguém é igual.

 

6 – “A gente conversa sobre isso em casa

Este tipo de ameaça, que levanta expectativas para uma potencial agressão, faz com que a criança acredite que seus pais ou responsáveis não gostam dela, bem como faz com que sinta medo de estar em casa. O ideal é que ela pense em casa como um lugar de segurança. Logo, ao invés de ameaçá-la, diga o que te incomodou e como ela pode melhorar este comportamento. Assim, ela aprenderá a considerar seus sentimentos para não lhe magoar novamente.

 

7 – “Você é muito pequeno para querer saber disso

Conhecimento nunca é demais. Mas, os pais devem ficar atentos ao que a criança aprende e se lhe é apropriado. No entanto, quando ela ouve dos pais que é muito nova para saber tal coisa, certamente escolherá outras pessoas para responder determinada dúvida. Lembre-se que neste ponto a situação pode sair de seu controle, e a criança correrá o risco de ouvir algo errado ou inapropriado. Sendo assim opte por dizer: “Não estou pronto (a) para responder isso agora, me dê mais um tempo para pensar”. Com esta promessa, ela continuará confiando em você como uma figura de autoridade, confiança e sabedoria.

[ Para os Curiosos ] [ Fotos: Reprodução / Flickr ]