TOP seis benefícios de beber água em jejum

de Julia Moretto 0

Você já se perguntou o que as mulheres japonesas fazem para manter a pele tão lisa e impecável? Segundo alguns estudos, o segredo é tomar água em jejum todos os dias. O estudo ainda comprovou que esta técnica proporciona variados pontos positivos para o corpo.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

A água proporciona uma pele melhor, além de fazer com que você se sinta mais disposto e com energia durante o dia. O tratamento ajuda milhares de pessoas e é recomendado por especialistas. Confira outros benefícios que a água proporciona:

Perda de peso

Um grande segredo para quem deseja perder peso é beber água durante as refeições. A água auxilia no preenchimento instantâneo do estômago, atingindo o ponto de saciedade mais rápido.

Pele

A água ajuda na hidratação de pele ressecada e também na limpeza. Quando é ingerida em jejum, esse poder é ainda maior, pois o corpo já se apropria de todos os nutrientes necessários.

Células

Poucas pessoas sabem, mas a água ajuda o nosso organismo a criar novas células musculares e sanguíneas. Após esse processo, ela expulsa todas as toxinas presentes no corpo, deixando-o pronto para absorver novos nutrientes.

Cura de doenças

Acordar e beber água ajuda na cura de diversas doenças como infecções na garganta, urina, rins, meningite, tuberculose, artrite, dores de cabeças e vômitos.

Metabolismo

Você pode acelerar o seu metabolismo até 25% se ingerir água ao levantar. Essa prática ajuda na queima de calorias, além de saciar o estômago enquanto você seleciona alimentos para um café da manhã mais nutritivo.

 Cérebro

O nosso cérebro é cerca de 75% de água, por esse motivo, ele precisa de hidratação contínua. Ao beber água em jejum pela manhã, você irá garantir um melhor funcionamento de seu cérebro.

[ Brighside ] [ Fotos: Reprodução / Brighside / hermandadblanca  ]

Jornal Ciência