Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

TOP 8 fatos sobre Dubai que você provavelmente não conhecia

de Merelyn Cerqueira 0

Situada no Golfo Pérsico do Sul, nos Emirados Árabes, Dubai é considerada uma das principais cidades do mundo. Desenvolvida e extremamente sofisticada, ela é o lar de luxuosas construções de arquiteturas inigualáveis, mas também esconde espantosos segredos, que basicamente envolvem a liberdade de vida de sua população.

fatos-sobre-dubai_03

Dito isso, confira abaixo oito fatos assustadores sobre a cidade:

1 – Tensão

Há dois fatores que contribuem para a tensão em Dubai: o crescimento explosivo, que basicamente transformou o local em um luxuoso paraíso no meio do deserto, e o fato de que 90% de sua população vem de outros países. Enquanto o primeiro fator justifica o segundo, a verdade é que a massiva presença estrangeira da cidade faz com que por vezes esqueçamos que ele ainda é parte dos Emirados Árabes Unidos (EAU). Logo, todas as suas leis são baseadas em conceitos islâmicos e uma vez que boa parte dos imigrantes está acostumada às leis ocidentais, acabam sofrendo severas punições por atitudes que sequer pensavam ser crime.

2 – Censura

Em Dubai os usuários na internet não podem acessar conteúdos que firam “a ética e a moral do EAU”. Considerando que isso deveria valer apenas para sites de jogos de azar, pornografia, drogas ou outros do tipo, a lei também é usada para censurar páginas de notícias, blogs ou qualquer outro site que critique o sistema local ou apoie a comunidade LGBT.

3 – Monitoramento constante

A cidade possui o chamado Código de Conduta, que basicamente controla o modo de falar e vestir dos cidadãos. Palavrões e outros gestos rudes são considerados ilegais, o que pode vir a ser especialmente desagradável para os turistas.

4 – Ser mulher em Dubai é muito difícil

fatos-sobre-dubai_01

Enquanto que o código de conduta serve para ambos os gêneros, para as mulheres a situação é ainda mais rigorosa. É dever delas estarem vestidas de modo “adequado” quando em locais públicos. As que não o fazem, que rejeitam ter o corpo completamente coberto, são perseguidas e por vezes atacadas. Não é exigido às estrangeiras o uso de abayas e nicas em alguns países do Oriente Médio, mas, por vezes, essas mulheres são confundidas com prostitutas e acabam sofrendo assédio.

5 – Álcool é ilegal

Essa regra vale para os muçulmanos em todos os EAU. No caso dos estrangeiros, o consumo é severamente restrito, uma vez que precisam de uma licença especial para fazê-lo. Sendo assim, embora Dubai seja considerado um local turístico, os alcoolizados podem receber multas, deportação ou passar até seis meses na cadeia.

6 – Demonstrações públicas de afeto são proibidas

Segundo o Código de Conduta, beijos e carícias em público são considerados “ofensas à moral pública”, embora andar de mãos dadas seja permitido, apenas casais podem realizar o ato.

7 – Homofobia

Casais homossexuais que se atreverem a fazer sexo consensual em Dubai correm o risco de serem condenados a até 10 anos de prisão. Quando pegos em flagrante, são imediatamente presos.

8 – Escravidão

A luxuosa composição do cenário de Dubai tem uma origem vergonhosa. As reluzentes torres e arranha-céus da cidade são construídas pelo trabalho escravo de migrantes indianos, paquistaneses, bengaleses e chineses, que se submetem ao serviço por meio de promessas de riqueza e melhor qualidade de vida.

Contudo, no momento em que desembarcam e Dubai seus passaportes são retidos. Assim, começam a trabalhar sob regime escravista e condições perigosas, por vezes mortais. Seus salários também são retidos, obrigando-os a viver em situação desumana, que incluem pequenas residências com pouca higiene e comida.

[ The Crazy Facts ] [ Fotos: Reprodução / The Crazy Facts ]

Jornal Ciência