Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Homem viveu com colher de metal de 20 cm presa no esôfago por um ano

de Redação Jornal Ciência 0

Um homem chinês engoliu uma colher de metal de 20 cm de comprimento depois de fazer uma aposta com os amigos quando estava bêbado.

O paciente, divulgado apenas pelo seu sobrenome, Zhang, mora na região de Xinjiang. Ele disse aos médicos que fez a aposta e afirmou que conseguiria engolir a colher e que a puxaria de volta com uma corda. A corda não conseguiu puxar o objeto e se soltou, deixando o utensílio preso no esôfago.

Segundo Zhang, se não tivesse levado um soco no peito e sentido dores, ele não teria buscado ajuda no hospital. A dor ficou cada vez mais forte, tornando-se insuportável, além de dificuldade para respirar.

“Fiquei chocado. Eu nunca fiz nada assim”, disse o Dr. Yu Xiwu em comunicado divulgado oficialmente pelo Hospital Geral Xinjiang Meikuang. “Quando o paciente chegou, seu esôfago já estava infeccionado”, concluiu.

Após uma equipe médica discutir a abordagem cirúrgica, a colher foi retirada por endoscopia, saindo pela boca.

O paciente recebeu anestesia geral, mas o procedimento levou quase 2 horas, e os médicos sentiram muito dificuldade em retirar a colher.

Na China, os serviços de saúde particular são extremamente caros e os serviços de saúde pública mais avançados, como por exemplo cirúrgicos, não conseguem chegar até a população rural, que representa quase 43% da população (dados de 2016).

Os habitantes rurais usam a Medicina Tradicional Chinesa para tentar curar e tratar doenças. Este também pode ser o motivo que fez o paciente demorar 1 ano para buscar socorro.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência