Meninas em Gana são proibidas de atravessar rio quando estão menstruadas e todas as terças-feiras

de Merelyn Cerqueira 0

Meninas do distrito de Upper Denkyira East, em Gana, foram proibidas de atravessar um rio, nomeado como Ofin, localizado na região de Ashanti, enquanto estão em período menstrual ou todas as terças-feiras.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

A ordem, segundo consta, teria vindo de “forças divinas”, mais especificamente do “deus do rio”.

No entanto, a proibição foi atacada pela Unicef, que argumentou evidências de violação do direito das meninas e pediu “responsabilidade” aos deuses, segundo informações do Daily Mail.

meninas-de-gana_1

Em entrevista à BBC, a embaixadora da Unicef Shamima Muslim Alhassan, disse que a diretriz é impiedosa e viola o direito feminino.

“Parece que os deuses são realmente poderosos, não são?”, criticou. “Às vezes eu acho que precisamos pedir alguma forma de responsabilidade para esses deuses que continuam a impedir que muitas coisas aconteçam, como por exemplo, que expliquem como estão usando esse tremendo poder que lhes demos”.

Segundo um relatório feito pelo Banco Mundial, cerca de 11,5 milhões de mulheres em Gana – um país que abriga cerca de 28 milhões de pessoas – não têm acesso a instalações com saneamento apropriado.

Por outro lado, a Unesco estimou que quase 10% de todas as meninas no país são proibidas de frequentar a escola enquanto estão menstruadas.

Quanto ao problema do rio, a ministra regional Kwamena Duncan, afirmou estar se preparando para encontrar o ministro de Ashanti para discutir o problema.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail / Realhitz

Jornal Ciência