Fumar maconha 1x por semana pode diminuir inteligência em quase 2 pontos no QI, diz estudo

Segundo cientistas, usar a droga 1x por semana durante 6 meses pode diminuir quase dois pontos de QI e ter “efeitos significativos” nas habilidades verbais.

de Thuany Motta 0

Adolescentes que fumam maconha pelo menos uma vez por semana durante 6 meses podem perder até 2 pontos de QI à medida que envelhecem e têm mais dificuldades para resolver problemas, revelou um novo estudo.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

O Royal College of Surgeons, da Irlanda, analisou 808 adolescentes que usaram Cannabis sativa pelo menos uma vez por semana ao longo de 6 meses e 5.308 que não usaram a droga. Eles descobriram que os fumantes regulares sofrem um declínio de quase 2 pontos de QI ao longo do tempo em comparação com aqueles que não usaram maconha durante a adolescência.

Uma análise posterior mostrou que o QI verbal, ligado à compreensão de conceitos, raciocínio abstrato e memória, diminui em quase 3 pontos entre aqueles que ficam “chapados”.

“A perda de pontos de QI no início da vida pode ter efeitos significativos no desempenho na escola e na faculdade e nas perspectivas de emprego mais tarde”, disse Mary Cannon, principal autora do estudo, em comunicado.

A maconha é a droga ilícita mais usada em todo o mundo, sendo os jovens os usuários mais comuns, de acordo com a equipe por trás desta nova pesquisa. Só no Reino Unido, 29,6% das pessoas com idade entre 16 e 59 anos disseram ter usado a droga pelo menos uma vez na vida.

Exames de ressonância magnética usados como parte do estudo também revelaram que aqueles que fumaram maconha – mesmo o uso mínimo durante a adolescência – mostraram evidências de massa cinzenta reduzida no cérebro.

Emmet Power, pesquisador clínico da Royal College of Surgeons, disse que havia uma associação clara entre o uso frequente ou dependente de maconha e a mudança de QI.

“Isso corresponde a um declínio de 1,98 ponto no QI. Extraímos os tamanhos de efeito de mudança de QI verbal de quatro estudos disponíveis. Isso corresponde a um declínio de 2,94 pontos de QI verbal. Descobrimos que os jovens que usam Cannabis com frequência ou dependência aos 18 anos diminuíram o QI […] e isso pode ser devido a um declínio no QI verbal. Todos os estudos mostraram estimativas pontuais de declínio do QI”, enfatizou.

Power acrescentou: “O uso de Cannabis durante a juventude é uma grande preocupação, pois o cérebro em desenvolvimento pode ser particularmente suscetível a danos durante este período. Os resultados nos ajudam a entender melhor esta importante questão de saúde pública”.

A professora Mary Cannon, professora de epidemiologia psiquiátrica, disse que estudos anteriores mostraram que pessoas que usam maconha regularmente, quando jovens, têm desempenhos piores na vida do que os não usuários de maconha. Acrescentando que eles “estão sob risco aumentado de doenças mentais graves como a esquizofrenia”.

Ela disse ainda que essa pequena queda nos pontos de QI pode levar a efeitos significativos no desempenho escolar, universitário e na vida em geral.

O estudo foi publicado na revista científica Psychological Medicine.

Fonte(s): Daily Mail Imagens: Divulgação / Pixabay

Jornal Ciência