Cientistas encontraram grandes quantidades de água em Marte, e ela está acessível para futuros exploradores!

de Merelyn Cerqueira 0

Cientistas afirmaram ter encontrado depósitos significativos de água em forma de gelo escondidos próximo a superfície de Marte.

 

A descoberta, que foi publica na revista Science, poderia ser extremamente benéfica para as futuras missões de exploração do Planeta Vermelho, segundo informações da IFLScience.

 

Liderada pelo cientista Colin Dundas do o US Geological Survey, no Arizona (EUA), a descoberta foi feita por meio do HiRIS (High Resolution Imaging Science Experiment), um instrumento presente no programa de exploração Mars Reconnaissance Orbiter.

Os cientistas encontraram oito locais de latitude média onde as escarpas (elevações súbitas de solo) expuseram enormes extensões de gelo. Em algumas regiões, o gelo tinha uma espessura de 100 metros, começando apenas a 1 ou 2 metros abaixo da superfície.

 

O gelo, que parece existir em camadas, não é muito diferente das camadas sedimentares da Terra. Isso significa que sua estrutura pode mostrar diferentes períodos geológicos na história de Marte.

Isso nos dá uma janela muito mais detalhada da estrutura vertical de alguns lençóis marcianos, e mostra que eles só têm detritos finos e algumas camadas finas“, disse Dundas a IFLScience. “O ponto-chave é que há camadas de gelo em Marte que podem estar completamente enterradas superficialmente“.

agua-marte_1

Já era de conhecimento da ciência que Marte possuía água gelada. No entanto, o novo estudo mostrou o quão perto esse gelo está na superfície de regiões de latitude média, o que poderia torná-lo acessível para futuras missões de exploração, como a ExoMars, que ocorrerá em 2021 e cavará o planeta em até dois metros abaixo da superfície.

As camadas descobertas por Colin Dundas sugerem uma formação de gelo forte, enquanto que a falta de crateras indica que são extremamente jovens, talvez com menos de um milhão de anos de existência.

 

Os pesquisadores também verificaram grandes pedaços de rocha que possivelmente caíram de algumas partes do gelo, o que sugere evidências de erosão e sublimação, que está provocando a retração de alguns milímetros do gelo a cada verão.

agua-marte_2

Este gelo é esperado ter preservado um registro da história do clima, influência e habitabilidade do planeta, que pode ser um recurso potencial para a exploração futura“, escreveu a equipe.

 

Espera-se que as futuras missões de exploração humana possam usar esse gelo como um recurso consumível ou até mesmo combustível. Embora o HiRISE tenha avaliado apenas 3% da superfície até agora, pode ser que em breve mais descobertas sejam feitas.

[ IFL Science ] [ Fotos: Reprodução / IFL Science ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>