Quais suplementos vitamínicos valem a pena?

de Gustavo Teixera 0

Tomar uma pílula para complementar a vitamina D do corpo todos os dias poderia poupar 3,25 milhões de pessoas por ano de pegar resfriado ou gripe, de acordo com pesquisadores.

Se todas as pessoas no Reino Unido tomassem pílulas de vitamina D, ou comessem alimentos ricos em vitamina D, o número de pessoas infectadas com gripe ou resfriados reduziria em pelo menos 5%, disse o estudo, liderado por cientistas da Universidade Queen Mary, de Londres. 

As descobertas reforçam as diretrizes do governo britânico feitas no ano passado, que recomendaram que todos tomassem doses extras de vitamina D.

O que acontece com os suplementos vitamínicos?

Dados recentes da empresa de tendências de consumo Mintel mostram que quase metade da população do Reino Unido toma algum tipo de suplemento todos os dias. Mas, suplementos demais podem ser ruins para a saúde? Veja o que a pesquisa tem a dizer.

  • Vitamina A

Encontrada em: carne, fígado, cenoura, espinafre, manteiga e ovos.

A maioria das pessoas consome o suficiente deste nutriente em uma dieta saudável. A vitamina A está relacionada à pele saudável e visão, além de melhorar o sistema imunológico. Como suplemento, é realmente melhor como parte de uma multivitamina, não individualmente. Por ser solúvel em gordura, pode ser armazenada no corpo e assim pode facilmente chegar a níveis tóxicos. A vitamina A também deve ser evitada na gravidez pois níveis elevados dela podem prejudicar o bebê.

  • Betacaroteno

Encontrado em: pimenta, cenouras, batata-doce, melão e damasco.

Encontrado em muitas frutas e vegetais, foi descoberto que ele aumenta o risco de desenvolver câncer de pulmão e doenças cardíacas em até 20%. O betacaroteno deve, portanto, ser evitado pelos fumantes.

  • Vitamina B12

Encontrada em: produtos de origem animal, carne, peixe, laticínios e ovos.

Vitamina B12 é importante na produção dos glóbulos vermelhos, mantendo o sistema nervoso saudável e liberando energia dos alimentos que comemos. Veganos e vegetarianos são suscetíveis à deficiência, e alguns deles têm de tomar um suplemento para aumentar os níveis do nutriente.

  • Vitamina C

Encontrada em: cítricos, tomates, pimentas e ervilhas.

Apesar da sabedoria popular, estudos recentes sugerem que tomar vitamina C faz pouca diferença na prevenção de resfriados, embora um estudo tenha descoberto que ela pode diminuir em um dia a duração de um resfriado. Além disso, o corpo não pode armazená-la, então qualquer excesso é excretado na urina.

  • Cálcio

Encontrado em: produtos lácteos, peixes enlatados, damascos secos, agrião e amêndoas.

O cálcio é vital para ossos e dentes saudáveis, mas um suplemento só é aconselhado se você for vegano, tomar pouco leite ou tiver osteoporose.

  • Vitamina D

Encontrada em: peixe, luz solar.

Um recente projeto de relatório do Comitê Científico Consultivo sobre Nutrição concluiu que todos os adultos necessitam de 400 UI, ou 10 microgramas, de vitamina D por dia.

  • Vitamina E

Encontrada em: amêndoas, abacate, azeite.

Este antioxidante é importante para a pele, olhos e sistema imunológico. É seguro tomá-lo como parte de um multivitamínico equilibrado. No entanto, não há evidência de que um suplemento possa aumentar a saúde do coração ou ajudar contra o envelhecimento prematuro.

  • Ácido fólico

Encontrado em: fígado, vegetais de folhas verdes, pães e cereais integrais.

O ácido fólico mantém os glóbulos vermelhos saudáveis ​​e reduz o risco de doenças. Para qualquer pessoa que tente engravidar ou esteja grávida, é recomendado tomar 10 microgramas diariamente.

  • Ferro

Encontrado em: carne vermelha, vegetais de folhas verdes e algumas frutas secas.

O ferro é vital para os glóbulos vermelhos ​​e os médicos prescreverão um suplemento às pessoas com baixo teor de ferro. No entanto, tomar um suplemento de ferro pode causar constipação e, a longo prazo, envenenamento, resultando em danos cerebrais ou morte. Apenas pessoas com deficiência de ferro comprovada devem tomar um suplemento.

  • Ômega 3

Encontrado em: salmão, sardinha e algumas nozes.

Qualquer pessoa que não coma salmão ou sardinha semanalmente deve tomar ômega 3. Baixos níveis ômega 3 foram associados à má saúde do coração e da função cerebral. É uma deficiência comum porque simplesmente não se come o suficiente de qualquer alimento com esse nutriente.

  • Multivitaminas

Encontradas em: uma dieta saudável, equilibrada e variada.

Crianças de cinco anos ou menos devem tomar um suplemento contendo vitaminas A, C e D, se forem aconselhadas por um médico. Também pode ser útil se você for fumante, beber excessivamente, ou não tiver uma dieta variada com cinco porções de frutas e legumes por dia.

Fonte: Mirror Foto: Reprodução / Pixabay

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência