Mulher negra dá à luz dois bebês brancos

de Julia Moretto 0

A analista financeira Catherine Howarth, de 35 anos, que é de uma família nigeriana, não acreditava que o seu gene branco recessivo raro, que resultou no filho Jonah, de 3 anos, completamente branco, iria agir uma segunda vez.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

 

Mas após o parto, as enfermeiras entregaram sua filha Sophia, e ela era tão branca quanto seu irmão mais velho. Quando Jonah nasceu, um especialista em genética disse que ele era um bebê em um milhão. Ele disse que era extraordinário o fato de eu ter dado à luz a uma criança com olhos azuis e pele clara”, disse Catherine. ”Ele calculou que a possibilidade de que isso acontecesse novamente seria menos de um em um milhão.”

mulher-negra-filhos-brancos_04

Enquanto o marido Richard, 37, um engenheiro, é completamente branco, o casal de Milton Keynes, Buckinghamshire, pensou que seu segundo filho seria muito mais escuro do que o primeiro. Os médicos ficaram espantados quando Sophia nasceu em março passado. “As pessoas geralmente ficam confusas quando me encontram com as crianças pela primeira vez. Elas me perguntam se eu sou sua mãe. Eu fico cansada de ser parada na rua por pessoas perguntando se eu sou a babá”, conta.

mulher-negra-filhos-brancos_03

Mas quando as pessoas nos conhecem mais, costumam dizer que apesar de seus olhos azuis e pele branca, elas também podem ver muitas das minhas características”, explica a analista financeira. Catherine é da Nigéria e não possui pessoas brancas em sua família. “A única explicação parece ser um gene branco na minha família que permaneceu dormente por anos e que agora parece estar se manifestando”.

mulher-negra-filhos-brancos_02

Quando Jonah nasceu, sua beleza atraiu a atenção de cinco agências de modelos. Sua irmãzinha de dez meses agora está pronta para seguir seus passos, assinando contrato com agências de talento. Em apenas três semanas, ela conseguiu seu primeiro trabalho. Embora seja interessante como os genes se alinharam, não importa para nós qual a cor da pele de nossos filhos. Nós apenas nos sentimos incrivelmente sortudos por termos um filho e uma filha bonitos. Ter filhos saudáveis ​​e felizes é tudo o que importa”, disse o pai Richard.

 

É provável que haja um gene branco em algum lugar na ascendência remota da mulher e devido a um retrocesso evolutivo – conhecido como atavismo – este traço de repente reapareceu”, explicou Colleen Lynch, geneticista molecular. Enquanto isso, o professor Ian Jackson, da Universidade de Edimburgo, disse que se o casal continuar tendo mais filhos, eles também podem vir a ser brancos. “Uma vez que um casal assim se junta, as chances de qualquer um dos seus filhos ter a pele clara seria um em cada quatro ou mesmo um em dois”.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]

Jornal Ciência