Jovem é condenado por danificar pintura de Pablo Picasso avaliada em mais de R$ 145 milhões

Restauração custará quase R$ 3 milhões. Autor do ataque deixou mensagem com algumas explicações

de Redação Jornal Ciência 0

Um jovem de 20 anos foi condenado a 18 meses de prisão pelos danos causados a uma pintura de Pablo Picasso no Museu Tate Modern, em Londres.

O autor do atentado, realizado no final de 2019, pretendia destruir a obra, avaliada em 26 milhões de dólares (cerca de R$ 145 milhões), mas foi impedido pela segurança do local.

Segundo especialistas da Tate, a restauração deve durar um ano e meio e custar a bagatela de quase R$ 3 milhões.

Identificado como Shakeel Ryan Massey, o jovem é de Londres, mas morava na Espanha. Seu alvo foi o quadro “Busto de Uma Mulher”, pintado em 1944 e que mostra a fotógrafa Dora Maar em estilo semiabstrato, com chapéu e vestido verde. Ele deu vários socos na pintura antes de arrancá-la da parede e derrubá-la no chão.

Busto de Uma Mulher – Pablo Picasso.

Durante a sentença, o juiz indicou que as ações de Massey nada mais eram do que uma tentativa de “buscar notoriedade e cinco minutos de fama”. O tribunal observou que o próprio vândalo disse à polícia que suas ações foram “um ato”, conforme relatado pela BBC.

Massey – que cursou o Bacharelado em Artes Plásticas e, segundo a imprensa espanhola, seus professores lhe atribuíram ideias radicais sobre arte – publicou um manifesto em suas redes sociais após o ataque. “Eles vão pensar que é impulsivo e do nada, mas são mais de três anos de planejamento”, indicou o texto.

Carta (em espanhol) deixada pelo autor do atentado como forma de “protesto”. 

Na reflexão pessoal, ele acrescentou: “Não creio que serei um dos melhores do nosso tempo, mas o mais prolífico, e espero regressar daqui alguns anos, tendo alcançado tudo o que pensava que eu era capaz, e muito mais”.

Fonte: Infobae Fotos: Reprodução / Infobae

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!