Comida popular da Tailândia pode estar associada a altos índices de câncer

de Julia Moretto 0

Pense em uma comida típica irresistível da sua cidade. Agora imagine que pesquisadores descobrem que ela é mortal!

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Pois é, foi isso que acontecei na Tailândia depois que um médico iniciou uma campanha contra um prato conhecido como koi pla.

Segundo ele, o consumo do alimento está associado ao desenvolvimento de um câncer chamado colangiocarcinoma, que afeta os dutos que transportam bílis pelo fígado.

Oliver revelou que o prato é feito com a carne crua de um peixe local chamado khon kaen, especiarias, ervas e suco de limão. O pedido é consumido por milhares de pessoas, principalmente em Isaan, região periférica da Tailândia.

Doença

comida-na-tailandia_1
Opisthorchis viverrini, parasita que aumenta a predisposição de uma pessoa desenvolver colangiocarcinoma

Os especialistas veem colangiocarcinoma como uma forma rara de câncer. De acordo com pesquisas, Isaan possui a maior incidência desse tipo de câncer no mundo e cerca de 20 mil tailandeses morrem deste problema por ano.

As estatísticas também mostraram que o colangiocarcinoma aparece em 50% de todos os casos de câncer diagnosticados em homens em Isaan.

Desinformação

comida-na-tailandia_2

Narong Khuntikeo foi o médico que começou a campanha e seu objetivo alertar sobre a carne crua do peixe khon kaen que, no caso de Isaan, é pescado na região de Mekong – local em que as águas se tornaram lar de parasitas (da espécie Opisthorchis viverrini) que causam o câncer.

Há quatro anos Khuntikeo realizou um trabalho analisando toda a região com máquinas de ultrassonografia e kits para testes de urina.

Os resultados mostraram que em algumas comunidades, até 80% da população havia ingerido o parasita, e que um terço dos moradores tinham sintomas de problemas hepáticos.

Isso ocorre porque como o prato é típico, a população acaba acumulando uma grande quantidade desses seres no organismo, levando ao desenvolvimento de colangiocarcinoma. Como a maioria das mortes ocorre em pessoas idosas e repentinamente, as pessoas não associavam o alimento com as mortes.

Solução

A solução para o problema seria cozinhar o peixe antes de incluí-lo na receita. Para ajudar a população, o médico está alertando sobre os perigos do consumo da carne crua.

Fonte: The Guardian Fotos: Reprodução / The Guardian

Jornal Ciência