Após comer sushi, mulher adquire 11 vermes. Assista à extração!

de Julia Moretto 0

A culinária japonesa já conquistou o mundo inteiro e com isso, os casos de infecções parasitárias associadas ao consumo de peixe cru estão crescendo.

Um exemplo é a possibilidade de desenvolver Difilobotríase, uma infecção ocasionada por um parasita de peixes, também chamada de “tênia dos peixes”.

Recentemente, um relato publicado no The New England Journal of Medicine mostrou que uma mulher de 36 anos foi ao médico após sofrer com dores no peito, náuseas e crises de vômito.

sushi-e-sashimi

Ela também apresentou sensibilidade abdominal moderada e todos os exames, inclusive o eletrocardiograma e a radiografia, não apresentavam alterações.

Apenas a tomografia registrou um afinamento da parede gástrica. Devido a este resultado, a equipe médica decidiu fazer uma gastroscopia. 

Na gastroscopia, os médicos conseguiram ver 11 larvas conhecidas como anisaki – da espécie Anisakis simplex – localizadas nas paredes do esôfago e do estômago. Com ajuda de uma câmera, inserida na garganta da paciente, é possível ver a retirada dos vermes.

De acordo com os médicos, a mulher havia ingerido comida japonesa duas horas antes dos sintomas.

As larvas anisaki causam uma infecção parasitária no trato gastrointestinal conhecida como anisaquíase, que entra no corpo humano através de peixes ou frutos do mar crus.

A larva cria uma cova na parede do estômago resultando ulceração com náusea, vômitos e dor epigástrica. Além disso, elas podem migrar para outras regiões, prejudicando a orofaringe e causando tosse. Já no intestino delgado, elas causam abcessos com sangramento.

Fonte: Diário de Biologia Fotos: Reprodução / Diário de Biologia

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.