Alimentos inflamatórios que você deve evitar para ter boa saúde

de Rafael Fernandes 0

A inflamação crônica tem sido associada a muitas doenças. Então, evitar alimentos inflamatórios pode beneficiar sua saúde. Sabemos que a inflamação está na raiz de vários problemas no corpo. O câncer, por exemplo, perpetua-se pela inflamação: tumores crescem conforme o processo inflamatório toma conta.

Da mesma forma, problemas como artrite, fibromialgia, diabetes e obesidade têm sido relacionados à inflamação crônica no corpo. Dietas anti-inflamatórias são importantes, podendo reduzir a inflamação, aliviar os sintomas e até reverter a doença.

Alguns alimentos anti-inflamatórios incluem folhosos verde-escuros, uvas roxas, nozes, sementes e legumes coloridos. Mas, você já se perguntou quais os alimentos que causam inflamação e que deveriam ser evitados? Aqui está a nossa lista dos alimentos mais inflamatórios.

1 – Derivados de farinha de trigo

Farinha de trigo fica no topo da lista porque ela vira açúcar já em sua boca, diz Julie Daniluk, autora de As refeições que curam a inflamação”Os amidos tornam-se açúcares instantaneamente, é por isso que aumentam a glicose no sangue tão rápido. Quando o açúcar no seu sangue atinge picos, você acaba tendo um processo inflamatório.

Além do mais, a farinha de trigo pode representar um duplo problema, devido ao glúten.

Algumas pessoas têm dificuldade em digerir o glúten, resultando em inflamação. Grande parte das pessoas está inflamada, diz Daniluk. Para substituir produtos de farinha branca, tente arroz integral, amaranto ou quinoa.

2 – Batatas fritas

O problema é que fritar alimentos no óleo em temperaturas extremamente altas – o suficiente para criar uma borda crocante – produz uma neurotoxina chamada acrilamida, que provoca inflamação, relata o Instituto Nacional do Câncer

Uma maneira de resolver esse problema é diminuir o tempo de fritura ou assar no forno em baixas temperaturas. Para evitar a formação de acrilamida, asse as batatas no forno e procure por batatinhas ​​que não contenham óleo.

3 – Salsichas grelhadas

O maior problema com salsichas, e você provavelmente também deve incluir o bacon aqui, é a presença de nitratos.

Nitrato é um químico cancerígeno que causa inflamação. Pior: nós cozinhamos gordura animal em altas temperaturas na grelha e as “marquinhas” pretas que surgem do contato com a grelha – chamadas creosote – são cancerígenas também.

A vitamina C pode protegê-lo de nitratos, por isso, se você aprecia estes alimentos, Daniluk diz para consumir laranja ou seu suco, junto com eles. Se quiser contornar o problema totalmente, é melhor assar os alimentos e tentar mudar para o bacon sem nitrato.

4 – Álcool

Em pequenas quantidades, o álcool não deve causar problemas. Mas o álcool é naturalmente irritante para o nosso corpo, diz Daniluk. Beber muito pode permitir que as bactérias do intestino possam se espalhar para outras áreas e provocar processos inflamatórios.

5 – Pipoca de micro-ondas

O aroma artificial de manteiga na pipoca tem sido associado à inflamação. Daniluk diz que é prejudicial tanto aos pulmões quanto ao fígado, e sua preocupação é que, se a fumaça do saco de vapor é conhecida por irritar muito o pulmão, imagine só o malefício que ela pode causar no seu sistema digestivo.

Também contém gorduras de óleos parcialmente hidrogenados e altamente processados. Quando cozidos a uma temperatura elevada, formam a gordura trans, também inflamatória.

Uma boa tática é colocar 4 colheres de sopa de milho de pipoca em um saco de papel marrom e dobrar a parte superior firmemente. Leve ao micro-ondas por dois minutos ou até que uma quantidade certa de grãos tenha estourado. Parmesão e alecrim podem ser polvilhados.

6 – Doces artificialmente coloridos

Corantes artificiais são sintetizados a partir de subprodutos do petróleo que podem causar problemas na bioquímica do organismo e das funções hormonais, o que pode levar à inflamação. Oito corantes alimentares permanecem em uso nos Estados Unidos, embora com muita discussão. 

Alguns pesquisadores acreditam que eles são responsáveis ​​por vários males: enxaqueca, mal de Alzheimer e mal de Parkinson.

Como alternativa, doces com corantes e aromatizantes naturais como bala de goma, pirulitos e chicletes estão disponíveis em diversas lojas e mercearias. Pigmentos naturais são derivados de beterraba e cenoura. Procure sempre pelos rótulos de doces que dizem não contém corantes artificiais, aromatizantes ou conservantes.

Fontes: MNN / Brasil Post Fotos: Reprodução / Shutterstock

Jornal Ciência