TOP 5 animais mais assassinos da Terra

de Merelyn Cerqueira 0

O animal mais mortal do planeta não é o ser humano, e tampouco os tubarões. Tome primeiramente como ciência a ideia de que a maioria das mortes causadas por animais tem menos a ver propriamente com eles e sim com as doenças que involuntariamente transmitem.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Logo, se fossemos estimar de acordo com o número de mortes provocadas por ano, os predadores mais assassinos na Terra seriam:

5 – Caramujos de água doce: 20 mil mortes por ano

animais-mortais_1

O caramujo de água doce é responsável por transmitir uma doença chamada esquistossomose, provocada por vermes parasitas que usam seu corpo como vetor. Os sintomas incluem intensa dor abdominal e sangue nas fezes ou urina, dependendo da área afetada.

4 – Cães: 35 mil mortes por ano

animais-mortais_2

Apesar do título de “melhor amigo do homem”, os cães, quando infectados, são responsáveis por transmitir o vírus da raiva.

Embora a administração de vacinas possam impedir a infecção, cerca de 35 mil mortes anuais podem ser atribuídas à raiva, dais quais 99% são causadas por cães, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.  

3 – Cobras: 100 mil mortes por ano

animais-mortais_3

Desde 2015, as picadas de cobras mataram mais de 100 mil pessoas por ano. Pior do que isso só o fato de que estamos com uma cota reduzida de veneno para produção de soro antiofídico essencial.

2 – Humanos: 437 mil mortes por ano

animais-mais-assassinos_6

Ironicamente, somos responsáveis por 437 mil mortes de nossa própria espécie por ano. De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, em 2012, foram computados 437 mil homicídios, o que nos torna o segundo animal mais mortal para nós mesmos.

1 – Mosquitos: 750 mil mortes por ano

animais-mortais_5

Acima de nós somente os mosquitos. Eles são capazes de, durante uma picada, transmitir uma enorme gama de vírus, incluindo dengue, febre amarela, vírus do Nilo Ocidental, malária, Chikungunya e muitas outras, que são responsáveis por cerca de 750 mil mortes anuais.

A malária por si só é responsável por mais da metade das mortes relacionadas aos mosquitos, predominantemente na África Subsaariana, embora atualmente esteja em declínio. A dengue, por outro lado, tornou-se uma das principais causas de hospitalização e morte em crianças de países asiáticos e da América do Sul.

Fonte: Science Alert Fotos: Reprodução / Science Alert / Pixabay

Jornal Ciência