Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

O que acontece com seus músculos se você parar de se exercitar?

de Julia Moretto 0

Sejamos honestos: é difícil manter hábitos saudáveis, mas abandonar o estilo de vida ativo pode ser prejudicial ao seu corpo. Segundo uma pesquisa, passar de uma rotina com exercício pesado para um estilo de vida sedentário pode resultar em uma série de variações negativas, além do risco de ataque cardíaco e ganho de peso.

Em 2014, os pesquisadores descobriram que parar os exercícios regulares pode aumentar a pressão arterial. Um estudo publicado na PLoS ONE revelou que essas alterações ocorrem depois de apenas duas semanas de interrupção. No entanto, parar de se exercitar não significa que a pressão arterial irá se elevar instantaneamente.

De acordo com um estudo feito em 2010, atletas altamente treinados que pararam de se exercitar durante cinco semanas mostraram reduções significativas na força. Um tempo parado, especialmente para aqueles que praticam regularmente treinamento de resistência, pode levar à perda de força e massa muscular. A diminuição da força também pode vir com o aumento dos níveis de gordura corporal.

Em 2012, uma pesquisa revelou que nadadores profissionais que experimentaram uma pausa na carreira tiveram o aumento de 12 por cento nos seus níveis de gordura corporal em apenas cinco semanas. Durante este tempo, o peso corporal e a circunferência da cintura também aumentaram. Este ano, um grupo de pesquisadores realizou outro estudo sobre a reação do corpo a menos exercício. Os pesquisadores descobriram que os atletas de Taekwondo, que ficaram um período de oito semanas sem se exercitar ganharam gordura corporal e perderam massa muscular.

A inatividade física é considerada uma escolha de estilo de vida que aumenta o risco de problemas cardiovasculares. O problema é mais intenso em mulheres acima de 30 anos obesas e fumantes. 

[ Medical Daily ] [ Fotos: Reprodução /Medical Daily ]

Jornal Ciência