Mulher morre ao receber injeção de cúrcuma para tratar doença de pele

de Julia Moretto 0

Jade Erick, de San Diego, de 30 anos, morreu após receber uma injeção de cúrcuma – uma especiaria– durante o tratamento para contra um eczema. Ela foi medicada por uma naturopata, especialista em medicina natural.

De acordo com o médico que examinou o corpo, a morte ocorreu parcialmente pela especiaria que provocou uma reação imunológica e consequentemente um infarto fulminante.

A cúrcuma, muito usada na cultura asiática, é utilizada há séculos na medicina e está ganhando cada vez mais espaço no Ocidente, especialmente através de farmácias de manipulação. 

Apesar da especiaria ter propriedades antioxidantes e auxiliar alguns tratamentos fitoterápicos com comprovação científica, utilizá-la em grandes inflamações ou outras doenças sem o acompanhamento de um especialista, não é recomendado.

mulher-eczema_01

De acordo com a organização Cancer Research UK, a planta ajuda a saúde quando ingerida em pequenas quantidades, já que possui propriedades anticancerígenas. 

Porém, é preciso realizar mais testes para afirmar que um tratamento com a substância possa ter um resultado positivo. Neste caso, a cúrcuma jamais deveria ter sido injetada no corpo. 


“Cúrcuma na cozinha é segura. Até agora, estudos de pesquisadores parecem mostrar que ela causa poucos ou nenhum efeito colateral. Mas, nós não sabemos muito dos efeitos colaterais de usar grandes quantidades diárias para tratamentos ou prevenção do câncer”, explicou a entidade em comunicado em seu site.


Fonte: R7 Fotos: Reprodução / R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!