Uma mulher que estava viajando para Melbourne teve queimaduras em seu rosto depois que o par de fones de ouvido que estava usando explodiu no meio do voo.

“Enquanto eu ia me virar, sentia queimar em meu rosto. Continuei a sentir queimar, então eu os agarrei e joguei-os no chão. Eles estavam queimando e tinham pequenas quantidades de fogo”, disse ela. Os retratos mostram a passageira com fuligem preta sobre suas bochechas, boca e nariz.

Sua mão também estava queimada e tinha bolhas. Seus cabelos e sobrancelhas ficaram chamuscados. A bateria do fone e sua tampa derreteram o assoalho do avião, e o cheiro de plástico e cabelo queimado tomou conta do lugar: “As pessoas ficaram tossindo e sufocando todo o caminho”, disse ela.

fone-de-ouvido-explodem_01

Dispositivos alimentados por bateria em aviões devem ser mantidos em armazenamento aprovado enquanto não estão sendo usados, disse o Australian Transport Safety Bureau. 

As baterias sobressalentes devem ser guardadas na bagagem de mão e, se o passageiro não conseguir encontrar seu dispositivo, deve chamar a tripulação para pedir ajuda.

O Australian Transport Safety Bureau disse ao jornal Daily Mail Australia que houve vários incidentes com baterias de lítio durante os voos. “Tivemos experiências anteriores em telefones celulares, tablets e assim por diante”, disseram. O porta-voz se recusou a dizer qual era o modelo dos fones de ouvido nesse incidente, alegando que “não era importante”.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência