Israel manda matar 700.000 aves e teme que gripe aviária infecte humanos

De acordo com especialistas, o vírus H5N1, causador da doença, pode infectar pessoas sem sofrer mutação

de Redação Jornal Ciência 0

As autoridades sanitárias israelenses consideraram a disseminação do vírus H5N1, causador da gripe aviária que já matou milhares de aves selvagens e rurais nas últimas semanas, uma situação “muito preocupante”.

Existe risco real do vírus infectar humanos sem necessidade de mutação para isso, de acordo com afirmação de Amnon Lahad, presidente do Conselho Nacional de Saúde Comunitária do país em entrevista ao jornal Times of Israel.

De acordo com o especialista, o salto do vírus para os humanos pode ocorrer após uma mutação; no entanto, ele enfatizou que “também é inteiramente possível para a gripe aviária pular espécies sem uma mutação”.

Amnon Lahad explicou que a contaminação pode ocorrer com contato com aves doentes, mas não através do toque ou ingestão, mas sim através do aparelho respiratório, da mesma forma que a Covid-19, explicou.

Para conter a propagação do vírus e prevenir uma possível transmissão para as pessoas, o Ministério da Agricultura ordenou o abate de cerca de 700.000 aves nas últimas semanas. Além disso, pediu para a população evitar o contato com animais doentes ou a caçá-los.

O abate se mostrou eficaz no passado. Por exemplo, após a primeira transmissão conhecida para humanos em Hong Kong em 1997, com 18 casos causando 6 mortes, nenhum outro caso foi registrado após o abate em massa de aves.

No entanto, os especialistas em aves enfatizaram que o abate de forma alguma garante o fim da infecção.

“Este abate é o máximo que as pessoas podem fazer, mas nada dá garantias. A gripe pode continuar se espalhando entre os pássaros e pode se espalhar para os humanos”, disse o ornitólogo Dr. Yossi Leshem, da Universidade de Tel Aviv, ao Times of Israel.

Recentemente, a doença causou a morte de quase 5.000 espécimes de garças selvagens na região do Vale de Jule, no norte do país, onde repousam nesta época do ano durante a migração para o continente africano.

Fonte(s): RT  / Times of Israel Imagens: Reprodução / Pixabay

 

Notícias diretamente no seu WhatsApp

Salve (61) 983026534, mande "oi" pelo WhatsApp e receba notícias, curiosidades e conteúdos incríveis do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar o número e enviar “oi” no WhatsApp para validar o cadastro. Em nenhuma hipótese enviaremos spam ou publicidade. Já são 25.550 leitores cadastrados. É gratuito!

Jornal Ciência