Quantas estrelas existem no Universo?

de Julia Moretto 0

A poluição faz com que as estrelas fiquem escondidas, porém, o céu da noite está repleto de luzes cintilantes.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Embora os seres humanos tenham denominado algumas constelações, há muitas mais estrelas no Universo do que podemos imaginar. Uma maneira de chegar a este número é descobrir o número médio de estrelas em uma galáxia típica e multiplicar isso pelo número estimado de galáxias do Universo. Imagens observadas com a ajuda de um telescópio espacial sugerem que haja 10 vezes mais galáxias no Universo do que os cientistas pensavam anteriormente. De acordo com uma publicação feita na revista Science, Christopher Conselice, professor da Astrofísica na Universidade de Nottingham, no Reino Unido, há cerca de 2 trilhões de galáxias.

Mas chegar a esse número não era apenas uma questão de apontar um telescópio para o céu. Apenas as estrelas mais luminosas brilham o suficiente para serem detectadas. Em 2008, por exemplo, o Sloan Digital Sky Survey, encontrou cerca de 48 milhões de estrelas.

A maioria das pessoas estima o número de estrelas em uma galáxia com base na massa galáctica, pois o Universo está se expandindo e as galáxias estão se movendo. Através destas medições, os astrônomos podem fazer uma estimativa de quão rápido a galáxia está girando e qual é a sua massa.

Com esse resultado, os cientistas podem filtrar toda a matéria escura ou toda a matéria que exerce uma força gravitacional sem refletir nenhuma luz. “Em uma galáxia típica, se você medir sua massa, olhando para a curva de rotação, verá que cerca de 90 por cento é matéria escura“, explicou David Kornreich, um professor assistente na Faculdade de Ithaca, em Nova York.

[ Live Science ] [ Foto: Reprodução / NASA ] 

Jornal Ciência