Jovem fica “paralisada” por 4 horas após tomar bebida oferecida por estranho

Ela foi atendida na emergência de um hospital após ingerir o líquido que deu início a um verdadeiro pesadelo

de Redação Jornal Ciência 0

Millie Taplin de 18 anos, moradora de Essex, na Inglaterra, saiu com amigos para a casa noturna MooMoo. Lá, recebeu uma bebida “batizada” de um estranho.

As imagens divulgadas por sua mãe, Claire Taplin, foram compartilhadas milhares de vezes nas redes sociais, mostrando os terríveis efeitos da droga.

“Quando cheguei, ela estava completamente rígida, suas mãos pareciam garras. O que me destruiu foi que ela sabia o que estava acontecendo, mas estava paralisada”, disse a mãe.

Ao divulgar as imagens o objetivo é conscientizar a todos sobre os riscos de aceitar bebidas de pessoas desconhecidas, especialmente em casas noturnas.

De acordo com os amigos, tudo ocorreu muito rápido. Um grupo se aproximou e um jovem ofereceu bebida para Millie dizendo ser vodka com limonada. Os efeitos foram rápidos e perigosos.  

Seu corpo elevou a temperatura, com fortes náusea. Após sair para tomar um ar fresco, ela continuou piorando. Então, já não era capaz de falar ou andar, além de ter perdido a visão. “Nunca me senti tão mal em toda minha vida”, disse.

Ao chegar ao hospital, sua coordenação motora já não obedecia aos comandos do cérebro: “Eu queria muito mexer minhas pernas e meu cérebro mandava ordens, mas elas não respondiam. Eles precisaram me arrumar uma cadeira de rodas porque não conseguia andar”.

Ela permaneceu neste estado por 4 horas no hospital: “Eu podia responder às pessoas na minha cabeça, mas não conseguia articular uma palavra. Foi realmente assustador. Minha cabeça estava lá, mas meu corpo não. Nunca me senti assim. Nunca mais quero passar por isso. Foi horrível”.

Ela e sua mãe pensaram muito se publicariam ou não as cenas, mas decidiram que mostrar o ocorrido poderia salvar a vida de outras garotas ao redor do mundo, pelas cenas perturbadoras.

Ao que tudo indica, a droga inserida na bebida não foi identificada. Millie recebeu alta e passa bem, de acordo com informações do jornal catalão El Nacional.  

Fonte(s): El Nacional Imagens: Divulgação

Jornal Ciência