Fungo alucinógeno pode ter sido motivo dos julgamentos das Bruxas de Salém

de Merelyn Cerqueira 0

Entre fevereiro de 1692 e maio de 1693, mais de 19 pessoas foram executadas em Salém, Massachusetts, EUA, suspeitas de bruxaria. O momento, conhecido como Julgamento das Bruxas de Salém, foi marcado quando uma pequena cidade coletivamente “perdeu a cabeça” após algumas mulheres serem acusadas de manipular forças sobrenaturais.

 

Muitos dos relatos foram feitos por aldeões, que afirmavam terem visto pessoas agirem de forma estranha por razões que os médicos não podiam explicar à época. Logo, os sintomas causaram pânico em massa, e a única resposta foi culpar a feitiçaria. Pesquisadores e historiadores estudaram o que aconteceu na cidade, e marcaram o evento como um caso de histeria em massa, aliado a manobras políticas e um errático sistema de crenças puritanas. No entanto, conforme informações da Science Alert, pode ter havido uma evidência mais concreta pela qual a cidade experimentou tais ataques “paranormais”.

 

Em um vídeo publicado pela Vox, no YouTube, especialistas explicaram que o episódio, na verdade, poderia estar mais relacionado com um fungo alucinógeno encontrado em centeio do que qualquer outra explicação envolvendo bruxaria.

 

O fungo em questão, cientificamente conhecido como Claviceps purpurea, vulgarmente chamado de cravagem, podia ser encontrado nos grãos de centeio de Salém. Quando ingerido, pode causar ergotismo, uma condição gangrenosa que inclui a deterioração dos membros e extremidades do corpo. Outros sintomas são convulsões, dores, comportamento compulsivo e outra série de experiências perturbadoras que os moradores viram, mas acabaram culpado a feitiçaria.

 

Ainda, cravagem também é um dos ingredientes para sintetizar o alucinógeno conhecido como LSD. Porém, o consumo do fungo por si só já poderia causar alguns efeitos, o que explicaria o porquê de algumas pessoas alegarem ver fenômenos inexplicáveis em Salém. 

A hipótese é apoiada pelo fato de que a região experimentou um verão bastante tempestuoso no ano em que a caça às bruxas começou, havendo um ambiente ideal para o fungo se espalhar pelos suprimentos de centeio. Quando, em 1693, uma seca atingiu a cidade, o reinado do fungo deve ter acabado, junto com a caça às bruxas.Por enquanto, isso é apenas uma hipótese. Outros pesquisadores argumentam que a população de Salém, à época, era muito saudável para sofrer uma reação tão ruim ao fungo, sugerindo que a caça provavelmente ocorreu em razão de pânico em massa.

 

Enquanto ambas as teorias possam ter desempenhando um papel no evento, o fato é que ainda são necessárias maiores evidências para descobrirmos como tudo ocorreu. No vídeo abaixo você pode entender melhor sobre o fungo e como ele pode ter desencadeado um dos períodos mais estranhos da História dos EUA.

[ Science Alert ] [ Foto: Reprodução / Wikipédia ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.