Teoria conspiratória sugere que Stephen Hawking está morto e foi substituído por um “fantoche”

de Merelyn Cerqueira 0

O notório físico britânico Stephen Hawking, 76 anos, é dos cientistas mais conhecidos do mundo. Sua vida já foi relatada em livros, documentários e até mesmo em filme ganhador do Oscar.

 

No entanto, sua vida agora foi envolvida em uma teoria pra lá de bizarra. Teóricos da conspiração sugerem que o verdadeiro Hawking está morto há décadas e a pessoa que vemos hoje é apenas um “fantoche”. Eles até mesmo apresentaram seis indícios que apoiam a ideia, segundo informações do Daily Mail.

 

A teoria é aceita por muitas pessoas, que estão convencidas de que o verdadeiro professor Hawking morreu em 1985 em razão de uma pneumonia e três anos antes da publicação de seu livro mais vendido, Uma Breve História do Tempo. Então, por mando das elites políticas e científicas, teve uma aparência intermediária instalada para atuar em seu lugar.

1 – Aparência

stephen-hawking

As pessoas mudam à medida que envelhecem, e não há dúvidas sobre isso. No entanto, os teóricos da conspiração apontam que essas mudanças não aconteceram com Hawking. Por exemplo, para eles as orelhas não mudaram, o que é incomum para a velhice, uma vez que elas tendem a crescer. Outro ponto observado por eles foram os dentes, que estão cada vez mais deteriorados. Eles argumentam que, por que alguém teria o cuidado de colorir os cabelos, mas negligenciar algo tão importante para aparência como os dentes?

2 – Esclerose lateral amiotrófica

A expectativa de vida média para uma pessoa que sofre de ALS (Esclerose Lateral Amiotrófica) é de quatro anos após o diagnóstico. Stephen foi diagnosticado com a doença em 1963, com um prognóstico de dois anos. No entanto, cerca de 55 anos depois ele milagrosamente ainda está vivo.

 

3 – Fotos do casamento

stephen-hawking_1

As fotos tiradas no dia de seu casamento com sua primeira esposa Jane Wilde parecem bastante normais. Nelas há um Hawking de rosto comprido, cabelos escuros e dentes tortuosos, de mãos dadas com sua esposa.

 

No entanto, foram as fotos de seu segundo casamento, com a enfermeira Elaine Mason, que ficou sob escrutínio dos teóricos. As fotos mostram a noiva com roupas diferentes em fotos e o homem que aparentemente, segundo eles, não parece ser a mesma pessoa, já que a cor e tamanho dos cabelos são divergentes. Pesquisadores independentes acreditam que as fotos antigas de Hawking estão sendo gradualmente apagadas e substituídas pelas versões editadas ou clicadas novamente.

4 – O sintetizador de voz

É dito que o computador de Hawking trabalha por meio de um músculo em sua bochecha para escanear e escolher as palavras, que primeiramente aparecem na tela e em seguidas são convertidas em palavras faladas através do sintetizador de voz.

stephen-hawking_3

No entanto, os teóricos argumentam que é impossível que alguém seja capaz de fazer tudo isso mexendo apenas um músculo da bochecha e que, portanto, o homem não seria nada mais do que um “fantoche”. Além disso, eles observaram que o Hawking “impostor” nem sempre mexe o rosto quando está “falando”. A conclusão deles então é que, na verdade o que ouvimos são resultados das informações digitadas por astrofísicos da NASA. Informações que eles querem que as massas escutem.

 

5 – A complexidade de suas teorias

Muitas das teorias apresentadas pelo Hawking “impostor” são difíceis de serem provadas. Um exemplo disso pode ser visto na ocasião em que apareceu em um programa de TV britânico ao lado de Arthur C. Clarke e Carl Sagan, quando disse: “Há dois tipos de tempo”.

Existe o que é chamado de tempo real, que e é medido por um relógio, sendo o tempo que sentimos passando e o tempo em que envelhecemos. E então há o tempo imaginário, que é um conceito matemático bem definido. O tempo imaginário não tem começo nem fim. O tempo imaginário é fechado sobre si mesmo, como a superfície da Terra. A superfície da Terra não tem nenhum começo ou fim”.

 

6 – A necessidade de um “fantoche

Se o que os teóricos da conspiração acreditam for verdade, a única pergunta que fica é: por quê? A resposta mais aceita para essa pergunta ainda é a ideia de elevar a ciência acima da aceitação divinal. Para os teóricos da conspiração, os “poderosos” querem que as pessoas se sintam pequenos pontos sem importância em um universo infinito, com incontáveis planetas e seus sóis. Em outras palavras, querem que nos sintamos insignificantes e impotentes, de modo que nos tornemos mais fáceis de sermos controlados.  

 

Além disso, eles querem que o público aceite teorias como fato. Por exemplo, o Hawking “impostor” está sendo usado como um fantoche para causar medo na população, promovendo ideias de que a raça humana teria apenas mais 100 anos de vida e que o contato alienígena seria catastrófico. Logo, para os teóricos, todas essas afirmações negativas coloca as massas em estado de medo, tornando-as mais fáceis de serem manipuladas.

Outro ponto observado pelos teóricos é que o Hawking das últimas décadas tem mudado sua postura em relação a filosofias anteriores. Agora, usando um sistema informático incrivelmente avançado, não só é capaz de se comunicar melhor do que nunca, como também é capaz de transmitir ideias que contradiziam suas teorias anteriores e apoiam novas agendas pautadas pelo dinheiro, permitindo que seu nome seja usado para vender qualquer coisa fraudulenta que os governos ou empresas desejam.

 

Vale ressaltar que, apesar de criativas, tudo isso são teorias de entusiastas que não possuem provas concretas de suas afirmações.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.