Por que acordamos com mau hálito? Descubra como amenizar o problema

de Merelyn Cerqueira 0

A maioria das pessoas costuma fazer um ritual de higiene bucal antes de dormir. Elas escovam os dentes, língua e bochechas (ou deveriam), passam fio dental e algumas finalizam com um enxaguante bucal. 

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

No entanto, na manhã seguinte, inevitavelmente, acordam com mau hálito. Mas, por que isso acontece? Para respondermos esta pergunta, primeiramente devemos lembrar que nosso corpo é habitado por trilhões de micróbios, entre eles as mais abundantes são as bactérias.

Enquanto algumas são responsáveis por alguns problemas de saúde, outras são simplesmente essenciais para a proteção de nosso organismo, como as do intestino, que são importantes para nossa digestão.

Logo, embora ocorra uma higiene bucal completa, isso não impedirá que estes microrganismos deixem de colonizar nossa boca.

É durante a noite que essas bactérias bucais ficam mais ativas, enquanto estamos de boca fechada, caracterizando-se um ambiente úmido e quente para que se proliferem e cresçam rapidamente.

À medida que elas se alimentam de micropartículas de comida, que inevitavelmente permanecem nos dentes, e nesse processo liberam um gás que resultará no mau hálito, clinicamente chamado de halitose

Esse gás (geralmente com liberação de derivados de enxofre que possuem odor de ovo pobre), somado aos restos de alimentos em decomposição nos dentes, pode causar o forte odor.

Como amenizar o mau hálito

Saiba que é impossível acordar de manhã com um aroma de flores ou menta na boca. No entanto, há algumas coisas que você pode fazer para amenizar o cheiro ruim. Primeiro, considere a higiene completa da boca antes de dormir, incluindo o uso de fio dental. 

Beba muita água durante o dia e antes de dormir. Outra dica é periodicamente fazer uma limpeza completa da língua e amígdalas.

As pessoas se esquecem completamente da língua na hora da higienização e pesquisas mostram que o grande vilão do hábito está justamente naquela “camada branca” que vemos na língua, chamada de saburra lingual.

Ela precisa ser eliminada diariamente, fazendo parte da rotina de uma higienização completa.

Fonte: Diário de Biologia Foto: Reprodução / Diário de Biologia

Jornal Ciência