Pesquisadores chocam ao encontrar o que seria o osso pélvico do verdadeiro Papai Noel

de Merelyn Cerqueira 0

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, testou por meio de exames de radiocarbono um osso pélvico há muito tempo associado a São Nicolau.

A equipe disse que os resultados foram animadores, datando a relíquia em torno de 343 d.C., período em que é tido como a faixa de tempo que ele teria morrido, de acordo com informações do Daily Mail.

osso-pelvico-papai-noel_1

Embora os cientistas não possam provar categoricamente que o osso de fato pertenceu ao santo cristão, a equipe disse que os resultados identificam algo dentro do século IV d.C, um período amplamente associado a morte de São Nicolau.

“Muitas relíquias que estudamos revelam-se até um período um pouco mais tarde do que o atestado histórico sugeriria“, disse o coautor do estudo, Tom Higham. “Este fragmento de osso, em contraste, sugere que podemos estar olhando para o próprio São Nicolau”.

osso-pelvico-papai-noel_2

São Nicolau, um dos mais reverenciados santos cristãos, possivelmente viveu em Myra, atual região da Turquia. Segundo os dados históricos, ele era um homem rico e amplamente conhecido por sua generosidade.

Famoso por presentear secretamente as pessoas, ele costumava colocar moedas nos sapatos deixados fora das casas. Sua generosidade logo inspirou as histórias do Papai Noel, que foram adaptadas até chegar ao modelo que conhecemos hoje.

Assume-se que a maior parte de seus restos mortais está na Basílica di San Nicola, em Bari, na Itália, desde 1087, enterrados numa cripta sob um altar de mármore. No entanto, ao longo dos anos, diversos fragmentos e relíquia associados a ele foram encontrados por igrejas ao redor do mundo, incluindo em Veneza.

O osso pélvico em questão, pertence ao padre Dennis O’Neill, da Igreja de St. Martha of Bethany, em Illinois, nos Estados Unidos.

Esses resultados nos encorajam a recorrer às relíquias de Bari e Veneza para tentar mostrar que os restos são do mesmo indivíduo”, disse o Dr. Georges Kazan, diretor do Oxford Relics Cluster.

“Nós podemos fazer isso usando antigas técnicas paleogenômicas ou testes de DNA. É emocionante pensar que essas relíquias, que datam um tempo tão antigo, poderiam de fato ser genuínas”, acrescentou.

Contudo, os pesquisadores assumem que pode não haver uma maneira de saber se os ossos realmente pertenceram ao verdadeiro São Nicolau. “A ciência nem sempre é capaz de provar que é – mas pode provar que não é”, acrescentou o professor Higham.

O novo achado agora acrescenta mais fatos a um longo debate sobre a localização dos restos mortais de São Nicolau.

Em outubro deste ano, os arqueólogos alegaram ter encontrado embaixo de uma antiga igreja turca um túmulo que poderia abrigar os ossos do santo. No entanto, muitos acreditam que os restos dele foram removidos da Turquia no século 11, e levados para a Itália.

Arqueólogos turcos, por outro lado, sugerem que os ossos em questão foram removidos e foram levados para a Itália por um padre não identificado.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!