O envelhecimento estraga o paladar e olfato?

de Julia Moretto 0

Na maioria das vezes, a sensibilidade do paladar fica prejudicada conforme as pessoas vão envelhecendo, porém nem sempre isso é um problema. Essa mudança geralmente é causada por medicamentos, doenças ou ferimentos, já que doenças associadas ao paladar são raras.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Já a perda do olfato é muito mais comum em pessoas idosas. Em outros casos, a perda do paladar pode ser um sinal para outras doenças, como diabetes e algumas doenças degenerativas do sistema nervoso, como a esclerose múltipla.

Poucas pessoas sabem, mas o paladar influencia a saúde mental e física. Caso tenha alguma alteração na sensação causada pela comida, é provável que a pessoa passe a ter uma alimentação incorreta, desenvolvendo doenças cardíacas e diabetes. O paladar tem um papel muito importante, mas o olfato também tem um papel crucial na apreciação de alimentos. Ambos estão muito próximos ao cérebro. É por este motivo que quando as pessoas têm perda de olfato, dizem que a comida está sem gosto.

Apesar de incomum, há problemas relacionados com o paladar como a Disgeusia, sensação de gosto ruim persistente; a Hipogeusia, redução da sensação do paladar e a Ageusia, falta absoluta do paladar. As pessoas que possuem esse tipo de problema têm dificuldade de categorizar os sabores doce, salgado, amargo, azedo e os picantes.

Se você acha que tem um distúrbio dos supracitados, consulte um médico. Um diagnóstico sobre o assunto é importante, pois caso algum problema seja encontrado, o médico poderá agir rapidamente. A maioria dos distúrbios do paladar são reversíveis. Mas para não correr riscos, há formas de garantir a sua segurança, como tomar cuidado para não ingerir alimentos estragados.

[ Live Science ] [ Foto: Reprodução / Live Science ]

Jornal Ciência

no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar nosso número e enviar “olá” para validar o cadastro. São milhares de leitores. Aproveite. É grátis!

Jornal Ciência