Neandertais podem ter transmitido DST perigosa que nos atormenta até hoje

de Merelyn Cerqueira 0

Em um estudo publicado na revista Molecular Biology and Evolution, cientistas mostraram evidências genéticas de que os seres humanos (Homo sapiens) tiveram relações sexuais com neandertais há aproximadamente 60 mil anos.

O resultado desse encontro foram as indesejáveis verrugas genitais que até hoje atormentam nossa sociedade causadas pelo vírus do papiloma humano (HPV).

Com informações do Diário de Biologia. Ancestrais dos neandertais, os chamados homens de Denisova, saíram da África centenas de milhares de anos antes dos seres humanos.

No processo, eles foram expostos a um ancestral similar ao vírus do HPV. Então, conforme se separaram, os neandertais desenvolveram uma forma do vírus conhecida como HPV 16a. 

Quando os seres humanos se aventuraram para fora da África, há 60 mil anos, encontraram pelo caminho neandertais infectados com a forma de HPV.

Ao analisar as cepas de HPV atuais e os textos codificados do DNA do vírus, os pesquisadores puderam colher informações ancestrais e rastrear a evolução do problema. Considerando que há um cronograma da evolução do HPV, eles puderam compará-lo com linha do tempo da evolução humana, encontrando uma correspondência entre ambas.

Outros estudos sugeriram também que é possível que nesse encontro os seres humanos tenham, da mesma forma,transmitido aos neandertais uma série de doenças, possivelmente provocando a extinção completa da espécie.

Fonte: Diário de Biologia Fotos: Reprodução / Diário de Biologia

 

Notícias diretamente no seu WhatsApp

Salve (61) 983026534, mande "oi" pelo WhatsApp e receba notícias, curiosidades e conteúdos incríveis do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Obs: É necessário salvar o número e enviar “oi” no WhatsApp para validar o cadastro. Em nenhuma hipótese enviaremos spam ou publicidade. Já são 25.550 leitores cadastrados. É gratuito!

Jornal Ciência