Imagens que mostram orcas picadas em praia do Caribe chocaram internautas

de Julia Moretto 0

Thomson Cruises, uma empresa de cruzeiros, cancelou seus passeios de observação de baleias e golfinhos em São Vicente e Granadinas depois que duas orcas foram mortas na frente de alguns de seus passageiros na semana passada. 

As imagens mostram pescadores massacrando os animais, secando a carne antes de serem vendidos para consumo e fervendo a gordura para extrair para o óleo. 

Segundo Adam Gravel, que registrou o momento, a pesca da baleia é um grande problema no sul da ilha caribenha, com a carne sendo uma iguaria popular para cerca de dois terços da população.

orcas-picadas_06

Uma foto particularmente perturbadora tirada por Gravel mostra um homem cortando a cabeça de uma orca. 

Ele usa um facão para tirar pedaços de carne, deixando os dentes e os olhos do mamífero como restos. Ele espera que suas fotografias destaque a população sobre a caça da baleia no local. 

Atualmente, a caça às baleias é legal na área, apesar de haver muitas campanhas para impor a proibição. São Vicente e Granadinas são beneficiadas com ajuda japonesa e, em troca, o governo local vota no Japão na Comissão Baleeira Internacional, a favor da retomada da caça comercial. Portanto, não é do seu interesse informar e educar as pessoas.

orcas-picadas_02

Gravel, que dirige uma organização de vida selvagem sem fins lucrativos chamada Salvage Blue, disse que tirou as fotos um dia depois que as orcas foram arpoadas.  

Ken Isaacs, que era membro da tripulação, disse à iWitness News que muitos dos passageiros estavam profundamente perturbados pelo que viram. Junto com um Thomson Cruises, havia alguns outros barcos turísticos na vizinhança no momento.

Os capitães dos barcos tentaram se afastar da cena, mas muitos ouviram “explosões barulhentas”, sendo diversos arpões disparados contra as baleias. Os pescadores então lançaram boias para que os animais marinhos não afundassem.

orcas-picadas_05

“Outra questão importante é o dano que estamos fazendo à nossa reputação e ao nosso setor de turismo por causa de incidentes como esses. Mas o maior problema é simplesmente que estamos matando criaturas incrivelmente inteligentes que merecem viver”, disse Gravel.  

Uma baleia é suficiente para alimentar toda a cidade e dependendo do tamanho do animal, elas podem valer milhares de dólares.

Aparentemente, grande parte da carne é vendida para os habitantes locais para consumo e parte dela é exportada para ilhas vizinhas.

orcas-picadas_04

A maneira mais comum de prepará-la é cortando em tiras finas, passando sal e secando ao sol até que esteja completamente desidratada. A carne é então ensacada e vendida ao consumidor. 

O outro método de preparação é fritar cubos de gordura de baleia em óleo até que estejam crocantes. Pode ser comido como um lanche com ketchup e molho quente.

O óleo de baleia, extraído da gordura, também é usado em lâmpadas e servem para fazer sabão e margarina.

 orcas-picadas_03

Um porta-voz da Thomson Cruises confirmou que os passeios em São Vicente e Granadinas foram suspensos.

A empresa disse que agora está trabalhando com ambientalistas para abordar essa questão. “Lamentamos muito que alguns dos nossos clientes em uma excursão de observação de baleias e golfinhos em São Vicente e Granadinas testemunharam um triste incidente em que duas orcas foram alvo de um barco de pesca local”, disse. 

“Embora este acontecimento angustiante estivesse fora do nosso controle, os nossos agentes de excursões nas Granadinas estão a cooperar plenamente com a investigação em curso que está a decorrer com o Chefe do National Trust eo Ministro do Ambiente”.

“Esta foi a nossa última parada planejada em São Vicente e Granadinas nesta temporada e, como resultado do que aconteceu, e enquanto tomamos uma ativa abordagem pelo bem-estar do animal, estamos revisando nossas excursões com as autoridades competentes”, completou. 

Os baleeiros de uma ilha chamada Bequia receberam uma quota de quatro baleias jubarte por ano pela Comissão Baleeira Internacional (CBI). 

A caça é realizada por pescadores de uma pequena cidade na costa central de São Vicente, chamada Barrouallie, usando lanchas e canhões de arpão, doados pela Agência Japonesa de Pescas. 

A caça à baleia foi introduzida em São Vicente e Granadinas em 1875 por um colonizador escocês chamado William Wallace depois que ele aprendeu a prática de trabalhar em um navio baleeiro americano. 

Ele e seu parceiro de negócios, Joseph Ollivierre, um colono francês, construíram a primeira estação baleeira na ilha de Bequia.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.