“Sextasy”: Viagra com drogas é a nova tendência nas baladas e médicos estão preocupados

de Redação Jornal Ciência 0

Estima-se que as vendas do Viagra aumentem em 25% em datas anteriores ao Dia dos Namorados. Este dado é alarmante e mostra o perigo da automedicação, além de provar que milhares de homens usam o medicamento sem indicação clínica para isso.

O Viagra pode levar a consequências potencialmente fatais. Cientistas da Universidade de New South Wales, em Sydney, Austrália, identificaram uma droga chamada “sextasy” que está ganhando popularidade nas baladas.

Eles dizem que os usuários de ecstasy estão combinando a droga com o Viagra, na tentativa de ampliar seus “efeitos eufóricos”.

O problema com isto é que a mistura das duas drogas pode provocar o que é conhecido como “síndrome da serotonina”. Esta é uma interação medicamentosa potencialmente grave que ocorre quando muita serotonina se acumula no corpo, dizem os cientistas do National Drug and Alcohol Researche Centre, na Austrália.

Embora a serotonina é muitas vezes referida como o “hormônio da felicidade”, altos níveis dela podem causar confusão, desorientação, alucinações e tremores. Em casos graves, pode resultar em convulsões, batimento cardíaco irregular ou até mesmo coma.

Vendas de Viagra têm aumentado de ano a ano desde que foi aprovado pela primeira vez pela Food and Drug Administration dos EUA para a prescrição em 1998.

Entretanto, seus usuários não são apenas pessoas idosas ou com grave disfunção erétil. Existem inúmeros jovens, sem problemas orgânicos, querendo melhorar o seu desempenho entre os lençóis.

Em vez disso, o Viagra é agora considerado uma “droga de festa” entre homens jovens, e muitas vezes é misturado com um coquetel de outras drogas, como cocaína e ecstasy, que profissionais de saúde alertam que pode ter consequências a longo prazo ou mesmo imediatamente fatais.

Enquanto cada combinação representa um risco de saúde diferente, pesquisadores do Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles, estão especialmente preocupados com a tendência crescente de combinar Viagra com “poppers” ou nitrato de amilo.

Ambas as drogas servem para dilatar os vasos sanguíneos e aumentar o fluxo de sangue, mas combiná-los resulta em uma queda súbita da pressão arterial, podendo gerar uma série de problemas de saúde ou até a morte.

Falando sobre esta combinação perigosa, Dr. Marilyn K. Volker, sexólogo e membro associado da American Academy of Clinical Sexologists, disse: “Viagra e nitratos nunca devem ser usados em conjunto”, acrescentando, “as pessoas morreram por fazer isso”.

Assim como os riscos para a saúde física, os especialistas também estão ansiosos para alertar o público sobre os efeitos psicológicos também.

Raymond Francis, um conselheiro psicossexual, diz que a cada mês ele trata cerca de 15 jovens – com idade média de 32 anos – que se tornaram dependentes de Viagra para melhorar seu desempenho sexual.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.