Rosto de jovem é destruído por bactéria “carnívora” após visita ao dentista

de Merelyn Cerqueira 0

Suth Ret, uma cambojana de 18 anos, perdeu a maior parte de seu rosto por ter desenvolvido uma infecção bacteriana chamada Fascite Necrosante, após uma visita ao dentista.

A jovem, que atualmente está se recuperando da condição, havia procurado um dentista para remover um dente danificado, de acordo com informações do jornal Metro.

A bactéria, que é conhecida como “devoradora de carne”, inicialmente se formou em sua garganta e acabou se movendo para a corrente sanguínea antes de atacar o rosto. Quando o fez, causou grandes feridas pela liberação de toxinas que danificam a pele.

rosto-de-jovem-e-destruido

Suth foi levada às pressas para o hospital depois que Yuila Khouri, uma vizinha, viu suas fotos na internet. “Uma vez que vi, percebi que não havia mais nada que eu pudesse fazer para ajudar”, disse. “Ela estava plenamente consciente de tudo, mas não sabia sobre a extensão do dano ao seu rosto”.

“Ela estava 100% saudável há três meses e agora não tem mais rosto”, acrescentou. Alguns dos principais cirurgiões de reconstrução facial do Camboja foram acionados para corrigir o problema. Com ajuda de uma equipe alemã de especialistas e um cirurgião malaio com mais de 40 anos de experiência, começaram a planejar um tratamento.

rosto-de-jovem-e-destruido_

Ao que tudo indica, Suth atualmente se encontra em uma condição estável, e seus vizinhos estão ajudando a arrecadar dinheiro para ajudar com sua recuperação.

rosto-de-jovem-e-destruido_3

A condição, que pode começar a partir de um corte menor, se desenvolve rapidamente em qualquer parte do corpo. Os sintomas frequentemente incluem inchaço na área afetada, diarreia, vômito, bem como manchas escuras que se transformam em bolhas.

Enquanto muitos sobrevivem, mesmo que com deficiências ou desfigurações, cerca de dois em cada cinco infectados morrem como resultado da progressão da doença.

Fonte: Mirror Fotos: Reprodução / Mirror

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência