Por que nunca devemos comer batatas esverdeadas ou com brotos?

de Redação Jornal Ciência 0

Você certamente deve ter ouvido alguém dizer para não comer batatas esverdeadas ou com brotos. Evidentemente, nem todo mundo sabe o motivo desse ensinamento popular. Mas, será que há alguma verdade por trás dessa recomendação?  

Para responder essa pergunta, o jornal inglês Daily Mail conversou com a professora de botânica e horticultura, Caroline Wright, da Nottingham Trent University, na Inglaterra, que relatou o que uma batata verde ou com brotos pode fazer com a nossa saúde.

As batatas, segundo a especialista, são na verdade uma espécie de tubérculo compacto, com hastes inchadas produzidas no subsolo – permanecendo lá até que estejam prontas para a colheita. Esse ambiente permite que elas sobrevivam durante períodos de inverno, permanecendo protegidas das geadas. 

O que acontece quando as batatas estão verdes?

batata-com-broto

Se você olhar atentamente para uma batata, notará pequenos pontos em sua casca. Esses são, de fato, os nós do caule. Em uma haste normal, acima do solo, eles dão origem a novas folhas e ramos.

No entanto, se você as deixar armazenadas por muito tempo em um armário, os pequenos nós formarão brotos – que crescem em razão do calor e da luz a que são expostos – mesmo estando dentro da geladeira, em temperaturas muito baixas, isso pode ocorrer.

Logo, o ideal é sempre mantê-las em um local fresco e escuro, para que sua vida útil seja prolongada. A exposição à luz provoca certas reações fisiológicas dentro do tubérculo. A produção da clorofila desencadeia a coloração verde – que, em partes, não é prejudicial e tem altas quantidades de minerais, como o ferro.

Contudo, a luz e o calor também desencadeiam a produção de solanina, uma substância química que pode causar sintomas de intoxicação quando ingerida em grandes quantidades – incluindo náuseas, diarreia, vômito, dores de cabeça e estômago, queimação na garganta e tonturas – parece exagero, mas não é.

Muitas vezes você apresenta estes sintomas, e acredita ter comido algo estragado na rua, mas na verdade pode ter comido algo da sua própria geladeira: batatas com brotos! 

A solanina tende a se concentrar embaixo da casca das batatas juntamente com a clorofila e costuma estar presentes nos brotos em crescimento.

Assim, segundo a especialista, é aconselhável não comer as batatas verdes, e em nenhuma hipótese se estiverem com brotos.

É claro que algumas pessoas são mais resistentes e não apresentam sintomas ou apresentam em graus muito sutis, mas isso não quer dizer que o organismo não esteja sendo prejudicado pela toxina

Obviamente, se você remover a área verde e os brotos, irá reduzir as chances de uma reação negativa, por diminuir a concentração de solanina, mas o sabor das batatas pode se tornar um pouco amargo – além disso, o risco de intoxicação por solanina ainda existirá.

Contudo, a melhor recomendação da cientista Caroline, é: se a batata apresentar brotos, você pode simplesmente plantá-la no jardim para ter um novo lote do tubérculo. Se você plantar, elas crescerão saudáveis e você não terá problema com a toxina! 

Fonte: Daily Mail Foto: Reprodução / Wikipédia / Wikipédia

Jornal Ciência