Derivado da maconha reduz convulsões em 86% das crianças com epilepsia, segundo pesquisa

de Gustavo Teixera 0

O tratamento à base de canabidiol, um componente derivado da maconha, reduziu pela metade a ocorrência de ataques epilépticos em 86% das crianças que sofrem de uma condição chamada síndrome de Lennox-Gastaut, segundo um estudo realizado pela Unidade de Neurodesenvolvimento do Hospital Espanhol da Cidade do México.

“Pelo menos 80% dos casos tiveram a frequência das crises reduzida pela metade. E isso é muito difícil de conseguir em uma população que tem tal quantidade de problemas”, disse o neuropediatra Sául Garza, responsável pela pesquisa. 

O estudo foi realizado com 38 pacientes, que, durante um ano, receberam um produto de canabidiol puro derivado da maconha, o RHSO-X 5.000mg, aprovado pela Comissão Federal Contra Riscos Sanitários do México (Cofepris).

Os resultados mostraram que 33 pacientes, ou 86%, tiveram uma melhoria de 50% nas crises de epilepsia.

Sendo que 21 desses pacientes diminuíram os ataques em até 75%, e, em cinco anos, as convulsões despareceram permanentemente. Somente cinco pacientes não apresentaram melhoras em seus quadros.

“Os cinco meninos que não responderam ao óleo de canabidiol continuaram com seu tratamento habitual, sem que a saúde deles fosse menosprezada”, disse Garza.

Além da redução das crises de epilepsia, o uso do medicamento à base de canabidiol melhorou o estado de alerta e interação social dos pacientes. Mas, em 30% das crianças, o remédio teve efeitos colaterais como insônia ou diarreia.

O especialista também indicou que o estudo provou que o canabidiol pode ser um tratamento seguro e eficaz para pessoas que sofrem da síndrome de Lennox-Gastaut, além de ser mais eficiente do que os remédios tradicionais contra epilepsia.

Fonte: EFE Foto: Reprodução / News Rondonia

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!