Cientistas mostram que religião provoca reações cerebrais semelhantes às de medicamentos

de Julia Moretto 0

Um estudo afirma que as experiências religiosas e espirituais ativam os circuitos de recompensa em nossos cérebros de forma semelhante ao amor, sexo, jogos, drogas e músicas.

Os pesquisadores pediram que 19 indivíduos mórmons “sentissem o Espírito Santo” – um aspecto importante da religião que se refere a um sentimento de paz e proximidade com Deus de si mesmo e dos outros. Com isso, especialistas analisaram seus cérebros e perceberam que eles respondiam como se estivessem sob efeito de uma droga ou da sua música favorita.

Estamos começando a entender como o cérebro reage a experiências que crentes interpretam como espirituais, divinas ou transcendentes“, disse o pesquisador Jeff Anderson, da Universidade de Utah. Entretanto, é inegável que a religião foi e ainda é uma grande força modeladora da sociedade humana ao longo dos tempos.

Para se ter uma ideia do que estava acontecendo, os pesquisadores trabalharam com 19 membros da igreja Mórmon com idade inferior a 40 anos, 7 pessoas do sexo feminino e 12 do sexo masculino. Todos se descreveram como devotos e tinham completado um ou dois anos de trabalho missionário de tempo integral.

Eles foram colocados em um scanner de ressonância fMRI enquanto acompanhavam conteúdo destinado a levá-los a “sentir o Espírito Santo”. O exame possui uma hora de duração e incluía:

– 6 minutos de descanso;

– 6 minutos para assistir a um vídeo detalhando estatísticas de membros da Igreja Mórmon;

– 8 minutos de citações de literatura falsamente atribuída à religião e a líderes religiosos mundiais;

– 8 minutos de leitura de passagens familiares do Livro de Mórmon;

– 12 minutos para assistir a um vídeo produzido pela igreja de assuntos familiares e bíblicos;

– Outros 8 minutos de citações.

Durante todo processo, os participantes tinham que descrever o que sentiam. Quase universalmente, eles relataram uma resposta semelhante a um culto intenso, incluindo sentimentos de paz e sensações físicas de calor. Muitos estavam em lágrimas ao final do processo, segundo os pesquisadores.

Seus cérebros foram digitalizados o tempo todo e os resultados são interessantes. As regiões que se iluminavam eram parte do circuito de recompensa do cérebro, o mesmo estimulado por drogas, junk food e sexo. Essa parte do cérebro é conhecida como núcleo accumbens, ou “centro de recompensa“, já que controla os sentimentos de dependência e desempenha um papel na liberação da dopamina.

religiao-tem-os-mesmos-efeitos-de-medicamentos_02

Para investigar mais, a equipe pediu aos participantes para apertarem um botão quando passavam pelo ápice da sensação espiritual. As varreduras do cérebro mostraram que o pico da atividade neurológica ocorreu cerca de 1 a 3 segundos antes do botão se acionado. O coração também acelerou e a respiração se aprofundou ao mesmo tempo.“Quando os participantes foram instruídos a pensar em um salvador, em ficar com suas famílias para a eternidade, sobre as suas recompensas celestes, seus cérebros e corpos responderam fisicamente”, disse o membro da equipe Michael Ferguson.

É importante salientar que este é um pequeno estudo de uma religião específica. Não há nenhuma evidência sobre os cérebros de pessoas de outras religiões. Mas este é um dos primeiros estudos a analisar práticas espirituais ocidentais, e é apenas o início do projeto da equipe da Universidade de Utah.

A experiência religiosa seja talvez a parte mais influente de como as pessoas tomam decisões que afetam todos nós, para o bem e para o mal”, disse Anderson. “Entender o que acontece no cérebro que contribui para essas decisões é realmente importante”, completou.

Os resultados foram publicados na Social Neuroscience.

[ Science Alert ] [ Foto: Reprodução / Science Alert ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!