No século XIX, não havia todas as opções disponíveis nas câmeras fotográficas nem a possibilidade editar imagens utilizando o computador.

Mas todo esse cenário não impediu que William Hope fizesse suas primeiras fotos falsas de fantasma. Naquele tempo, diversas pessoas ainda duvidavam da fotografia. Elas tinham medo inclusive que suas almas fossem roubadas e ficassem presas no papel.

as-primeiras-imagens-de-fantasmas_2

Enquanto alguns temiam a fotografia, outros tiravam vantagem dela. Esse foi o caso de Hope e seus amigos que descobriram que, ao tirar uma foto em cima de outra, no mesmo pedaço de filme, eles conseguiam criar efeitos fantasmagóricos.

as-primeiras-imagens-de-fantasmas_3

Nas imagens, surgiam pessoas borradas, apagadas e até mesmo flutuando. Até pessoas inteligentes – como Sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes – acreditaram nas misteriosas fotos de Hope.

as-primeiras-imagens-de-fantasmas_4

O fotógrafo conseguiu milhares de dólares de seus clientes e mesmo quando a farsa foi exposta, diversas pessoas ainda acreditavam na teoria dos fantasmas.

[ Giz Modo / Bored Panda ] [ Fotos: Reprodução / Giz Modo ]

Jornal Ciência