A cada salsicha consumida, perdemos 15 minutos de vida, diz estudo

de Redação Jornal Ciência 0

Em um estudo publicado na revista científica internacional British Medical Journal, pesquisadores sugeriram que a cada salsicha consumida, sua vida é reduzida em 15 minutos, uma vez que se trata de um alimento industrializado e embutido.

A Organização Mundial da Saúde já alertou oficialmente para os perigos que envolvem o consumo de alimentos processados, especialmente os derivados de carne, aumentando chances de desenvolvimento de câncer, segundo publicação do jornal britânico The Telegraph. 

salsicha gera câncer
Foto: Reprodução / Pixabay

Segundo o estudo, o problema principal são os produtos químicos conservantes, como nitritos e nitratos de sódio, adicionados durante o processo de produção na indústria. Embora eles tenham a função de manter as bactérias longe do produto e preservar o alimento, podem ter efeitos cancerígenos.

Ainda, o método de defumação, que visa a prolongar a validade do produto, utiliza o alcatrão, presente na fumaça do carvão. 

O alcatrão, que também é encontrado no cigarro e no churrasco caseiro, é na verdade uma mistura complexa com mais de 4.000 substâncias. Deste total, pelo menos 60 substâncias têm o potencial de gerar câncer, o que deixa em alerta os especialistas em saúde. 

Embora ainda pouco se saiba sobre os mecanismos biológicos dos conservantes usados nas carnes industrializadas e embutidas, há um consenso de que eles são capazes de danificar a estrutura do DNA de nossas células, dando origem a mutações genéticas, o que aumenta a probabilidade de câncer. 

Por outro lado, a mesma pesquisa sugeriu que o café poderia ter um efeito contrário ao da salsicha, aumentando em um ano a vida de quem consome cerca de duas ou três xícaras por dia.

Fonte: The Telegraph Fotos: Reprodução / Estadão / Wikimedia 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!