Veja qual é a posição sexual mais perigosa, segundo a Ciência

de Otto Valverde 0

O sexo pode ter uma certa quantidade de riscos, como transmissão de doenças. Além disso, homens correm um risco mais raro e doloroso: a fratura peniana.

 

Cientistas brasileiros estudaram os dados das salas de emergência fornecidos por vários hospitais de São Paulo. Os dados registrados apontaram para a marca de 44 casos de fraturas penianas em um período de 13 anos. 

 

Eles descobriram que a posição responsável por mais da metade dos casos é quando a mulher fica por cima e controla o pênis com todo o peso de seu corpo, o que faz com que se torne complicada a ação de interromper a penetração se algo acontecer inesperadamente.

 

O tratamento realizado sem cirurgia pode deixar até 50% dos pacientes que sofreram uma fratura peniana com o órgão genital deformado permanentemente. Outros pacientes que foram analisados durante o estudo apresentaram disfunção erétil e dores durante o ato sexual.

[ Ofigenno ] [ Fotos: Reprodução / Ofigenno ]

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Jornal Ciência