Os casulos desta borboleta são como joias vivas e impressionam pela incrível beleza

de Merelyn Cerqueira 0

Pupas são alvos frequentes e fáceis de predadores, uma vez que são consideradas refeições ricas em proteínas.

Assim, pode-se dizer que quanto maior o casulo, maiores as chances de serem capturadas. No entanto, e contrariando o senso comum, uma espécie de borboleta, a Mechanitis polymnia, mostrou que este pode não ser o caso.

Nativa das selvas da América Central e do Sul, desde o México até a floresta Amazônica, a pequena borboleta possui uma envergadura de 65 a 75 milímetros. Embora enquanto borboleta sua beleza não seja tão atraente, o mesmo não se pode dizer sobre seu casulo, que brilha como o ouro.

Embora não seja realmente feita de ouro, os envoltórios brilhantes e com aparência metálica podem ser consideradas verdadeiras joias vidas.

Segundo especialistas, o brilho não é exatamente para chamar atenção, mas sim distrair predadores, como um mecanismo de defesa natural e eficaz.

“Eles são realmente muito difíceis de se ver na natureza, dada a maneira como todas as cores são refletidas”, explica Keith Willmott, um dos maiores especialistas em borboletas tropicais do mundo.

Acredita-se que o casulo reflexivo e brilhante faz um bom trabalho em esconder a pupa, fazendo com que pareça outra coisa, podendo até mesmo assustar predadores.

Aparentemente, pássaros, répteis e aranhas gigantes tendem a fugir quando detectam o reflexo de seu próprio movimento sobre o envoltório brilhante, confundindo-o com uma ameaça.

A aparência surreal do casulo da borboleta M. polymnia gerou uma série de informações falsas na internet, com pessoas dizendo que poderiam ser usados como moedas, por exemplo.

Os casulos são feitos de quitina, uma proteína que dá a alguns insetos e crustáceos uma aparência brilhante, bem como compõe a maioria das escamas de peixe.

Quanto ao seu potencial para ser usado como moeda, isso faria até sentido se não fosse pelo fato de que perde todo esse brilho em apenas alguns dias após o nascimento da borboleta.  

“As borboletas ficam neste estágio de pupa por cerca de uma semana, dependendo da espécie, depois perdem a cor metálica”, escreveu o Dr. Ryan Hill.

“Eles perdem a cor metálica quase imediatamente”, disse o biólogo Luis Ricardo Murillo-Hiller, à Earth Touch. “Eu nunca vi ou ouvi falar de alguém, em qualquer lugar, utilizando pupas como moeda e, na verdade, elas são quase desconhecidas para as pessoas”.

Há de se considerar ainda o fato de que casulos vazios são extremamente frágeis, o que os torna ainda menos ideal para serem utilizados como moedas.

Curiosamente, a M. polymnia, não é a única borboleta a sair de um casulo brilhante. Espécies como a Tithorea harmonia, têm casulos muito semelhantes.

Fonte: BioVida Fotos: Reprodução / Facebook / Facebook / Facebook 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.