Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

HAARP: projeto militar dos EUA receberá teóricos da conspiração para provar que não é capaz de controlar mentes

de Merelyn Cerqueira 0

A HAARP, “Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência”, é basicamente, um projeto de estudos sobre a ionosfera terrestre localizado no meio do deserto do Alasca. Ativo desde 1993, ele visa compreender melhor o funcionamento das ondas de rádio da parte superior da nossa atmosfera.

Por alguma razão, esse centro acabou se tornando um favorito para os teóricos da conspiração – atraindo uma série de acusações sobre ser uma superarma capaz de alterar o tempo, ou que estaria por trás das chemtrails (uma teoria da conspiração que sugere que os rastros deixados pelos aviões no céu são agentes químicos ou biológicos pulverizados), e até mesmo ser um dispositivo capaz de controlar a mente humana, segundo informações da IFLScience.

Contudo, a nova responsável pela administração do lugar, a Universidade de Alaska Fairbanks, não estava muito feliz com essas reivindicações. Por isso, neste próximo sábado (27), eles abrirão suas portas convidando o público a visitar as instalações gratuitamente. O passeio contará com visitas a um planetário móvel, exposição de permafrost, palestras de Ciência e até um churrasco.

Segundo um porta-voz da Universidade, a ideia é que as pessoas possam ver a “verdadeira Ciência” que acontece ali dentro. “Esperamos mostrar às pessoas que não somos capazes de controlar mentes, o tempo ou qualquer outra coisa que fomos acusados”, disseram em entrevista à Alaska Dispatch News.

A HAARP foi financiada pela Força Aérea e pela Marinha norte-americana. Desde 2013 tem estado sob o controle o Instituto Geofísico da Universidade. O trabalho principal da instalação é medir a ionosfera da Terra. Uma vez que essa parte da atmosfera superior desempenha um papel importante na transmissão de sinais de rádio e processos geofísicos, tem muitas aplicações científicas, civis e militares.

Talvez por essas aplicações é que a instalação tenha sido associada às diversas teorias da conspiração. Curiosamente, uma delas foi sugerida por Hugo Chávez, ex-presidente da Venezuela. Ele teria dito que a HAARP foi responsável pelo terremoto que devastou o Haiti em 2010. Um jornal russo também sugeriu que a estação seria capaz de inverter os polos magnéticos da Terra.

A ideia do controle da mente, no entanto, veio do comentarista político Jesse Ventura, que sugeriu que o programa bombardeava todo o Planeta com ondas de rádio para controlar a mente das pessoas.

[ IFLS ] [Foto : Divulgação ] 

Jornal Ciência