Com rosto colado às coxas, paciente faz cirurgia para ter coluna ereta após 28 anos

O caso chocou a comunidade médica internacional pela severidade da doença

de Osmairo Valverde 0

Espondilite Anquilosante

O chinês Li Hua, 46 anos, foi diagnosticado com Espondilite Anquilosante em 1991, quando começou a sentir dores fortes em suas articulações, deixando-o completamente corcunda com o passar dos anos.

A severidade da doença foi tão grave que Li era incapaz de sentar ou deitar, necessitando completamente dos cuidados de sua mãe idosa para as atividades mais básicas.

Mas, nos últimos 5 anos, a condição clínica ficou ainda pior, deixando com o rosto colado às coxas, o que tornou o ato de comer e beber uma luta diária de sobrevivência.

Espondilite Anquilosante na coluna vertebral
Foto: Reprodução / Metro UK

Li, que nasceu em Yongzhou, uma província de Hunan, tentou procurar ajuda médica, mas nunca teve dinheiro para pagar os altíssimos custos de uma cirurgia tão complexa. Além disso, mesmo que conseguisse arrecadar o dinheiro, os médicos em sua cidade se recusavam a operá-lo, alegando que os riscos eram enormes.

Infelizmente, assim como em diversos outros países, a saúde na China não é gratuita, o que leva milhões de pessoas a sofrerem com doenças congênitas e incapacitantes sem oportunidade de tratamento.

Foto: Reprodução / Metro UK

Esperança

Um médico ortopedista, sensibilizado com seu caso, resolveu ajudá-lo. O professor de medicina Dr. Tao Huiren, chefe do Departamento de Cirurgia de Coluna Vertebral e Ortopedia do Hospital Geral da Universidade de Shenzhen, encarou o desafio e a complexa tarefa de deixar Li novamente ereto.

Mesmo com risco 30% maior do que em uma cirurgia comum na coluna vertebral e altíssima possibilidade de tornar-se paraplégico, Li resolveu aceitar a cirurgia.  

Os exames de imagem de Li deixaram os médicos perplexos. Foto: Reprodução / Metro UK

O Dr. Tao Huiren já havia operado outros casos de “pacientes dobráveis”, com enfermidades semelhantes, mas jamais um caso tão grave e extremo como o de Li. Em nota, o hospital comentou que “operar Li era o equivalente cirúrgico de escalar o Monte Everest”.

A cirurgia foi realizada em 4 estágios, onde os médicos precisaram literalmente quebrar e reconstruir a coluna de Li. Cada vértebra precisou ser meticulosamente trabalhada e fixada.

Recuperação

Após a cirurgia, Li já era capaz de ficar em pé com a coluna ereta. Foto: Reprodução / Metro UK

As imagens de Li rodaram o mundo. Nunca houve na China um caso tão grave na coluna vertebral e a cirurgia foi considerada a primeira deste tipo, de altíssima severidade, realizada no país.


“Não existiria cura para mim sem o Dr. Tao. Ele é meu salvador. A minha gratidão a ele fica atrás apenas da gratidão que tenho por minha mãe”, disse Li emocionado.


O Dr. Tao Huiren disse à imprensa que serão necessários apenas alguns meses de fisioterapia para que Li possa recuperar normalmente seus movimentos.

Os exames de Li após a cirurgia, mostrando a extraordinária mudança. Foto: Reprodução / Metro UK

É claro que ele não será capaz de fazer muito esforço, algo extremo, como lutar boxe ou jogar tênis, mas todos os movimentos corporais regulares serão possíveis”, salientou o Dr. Tao.


Fonte: Metro UK Fotos: Reprodução / Metro UK

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.