Bordel robótico: bonecas sexuais super-realistas prometem realizar “qualquer fantasia”

de Merelyn Cerqueira 0

No início do ano, a Europa inaugurou o seu primeiro “bordel robótico” na cidade de Barcelona, Espanha. Com a missão de permitir que as pessoas realizem qualquer uma de suas fantasias legalmente, a empresa, chamada Lumidolls, agora planeja atrair investidores para abrir uma segunda casa.  

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

O bordel permite aos visitantes interessados que paguem uma singela quantia para se “familiarizar” com os modelos. O local está situado na famosa rua La Rambla, que liga a Praça Catalunha ao Porto Velho.

No entanto, a empresa teve que mudar de casa após as prostitutas locais exigirem seu fechamento.  Segundo o porta-voz da marca, a mudança ocorreudevido a um problema de infraestrutura

O endereço atual do bordel ainda é um mistério, uma vez que só é revelado aos clientes interessados em pagarem 80 euros pelo uso de uma das quatro bonecas por meia hora, ou 98 pela hora completa. 

As bonecas são feitas de elastômeros e termoplásticos, sendo que cada uma possui uma personalidade e atributos diferentes. Sobre a questão da higiene, a Lumidolls garante em seu site que as bonecas são “adequadamente desinfetadas com produtos antibacterianos especiais.  

bdrbtc32

Para aproveitar o tecnológico brinquedo, os clientes devem escolher a boneca desejada, ligar para o bordel e agendar uma reserva. 

“Se o cliente quer que a Lumidoll seja vestida de uma certa maneira, ou preferir que elas estejam em uma posição específica quando entrarem no quarto, também pode pedir isso”, disse o porta-voz da marca.

Segundo Trudy Barber, especialista da Universidade de Portsmouth, embora este ramo de negócios ajude a monetizar o sexo de uma maneira mais fácil e sem custos indiretos, ele traz alguns problemas éticos, incluindo os “direitos trabalhistas das garotas de programa”.  

“Este tipo de empreendimento tem valor de entretenimento, mas também pode transformar estigmas associados às relações com essas bonecas caso elas se tornem populares como parte da indústria do sexo”, concluiu. 

De acordo com o terapeuta comportamental Nicolas Aujula, as bonecas podem ser vistas como um mecanismo para ajudar os fetichistas a explorarem suas fantasias sexuais mais extremas, o que, segundo ele, ajudaria a combater os crimes sexuais.  

bdrbtc12fd34

“Nos próximos anos, os robôs sexuais, acredito eu, poderiam fornecer uma solução segura e discreta para explorar fantasias – oferecendo as possibilidades de simplesmente ter um sexo mais criativo, até a satisfação de comportamentos mais extremos”, disse ele. 

Em entrevista ao Daily Star, a Lumidolls afirmou estar à procura de investidores para abrir uma segunda casa no Reino Unido.

“Atualmente estamos em um processo de expansão e procurando franqueados em outros países”, disse. “Se alguém estiver interessado na marca, pode entrar em contato conosco”.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Jornal Ciência