Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Banheiras de motel são realmente seguras?

de Merelyn Cerqueira 0

Se você costuma gastar algum tempo dentro de banheiras de motel, certamente já deve ter se preocupado com a assepsia do local. Geralmente, essa limpeza é realizada corretamente, porém, todo cuidado é pouco, já que se trata de um ambiente visitado por uma grande quantidade de pessoas.

Segundo informações da bióloga Mainara Paques, do Diário de Biologia, as banheiras e piscinas destes locais normalmente são limpas por meio de um método semelhante ao utilizado por clubes: com tratamento de água e filtros ligados 24 horas por dia. No entanto, um ambiente mal higienizado pode resultar sim em uma série de condições, entre elas a Escabiose (sarna), Dermatose, causada pela presença de ácaros, e até mesmo Candidíase – uma infecção causada por fungos que geralmente afeta a região genital, boca e pele.

Ainda é possível, porém difícil, contrair HPV (Papilomavírus Humano), através do contato íntimo com objetos infectados, segundo a bióloga. Isso ocorrerá apenas se o estabelecimento não realizar a limpeza necessária para a eliminação dos microrganismos.

É preciso também se atentar a alguns detalhes, como manchas escuras em rejuntes do banheiro, por exemplo, por que elas denunciam a presença de fungos. Marcas de ferrugem na banheira também são preocupantes e é sempre recomendável que você não ande descalço em regiões úmidas e utilize seu próprio chinelo. Tais medidas simples podem evitar o aparecimento de micose na pele do pé e onimicose – infecção fúngica nas unhas.

Há quem compartilhe a ideia de que encher a banheira com água quente antes de usar pode matar os microrganismos. No entanto, a temperatura geralmente disponível não é suficiente para isso. Levar produtos de limpeza para realizar a higienização no local também não é recomendável, já que, se colocado em excesso e muito próximo à hora de uso, pode causar irritações na pele ou dermatite.

Logo, o ideal é que você escolha com cuidado o estabelecimento se pretender fazer o uso da banheira, e fique atento às condições de limpeza para evitar consequências negativas.

[ Diário de Biologia ] [ Foto: Reprodução / Diário de Biologia ] 

Jornal Ciência