13 fatos interessantes sobre a Guerra Fria

de Merelyn Cerqueira 0

A Guerra Fria marcou um período de tensão, disputas essencialmente estratégicas e conflitos indiretos entre os EUA e a URSS.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

Ela compreendeu o intervalo de tempo entre o final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, e a extinção da União Soviética, em 1991.

Estabelecido isso, na lista abaixo, publicada originalmente pela List25, você confere alguns fatos interessantes sobre a Guerra Fria.

1 – O termo “Guerra Fria, na verdade, foi criado pelo escritor George Orwell, em seu famoso livro “A Revolução dos Bichos” (1945), uma fábula que satiriza a questão do poder dentro da ditadura Stalinista.

coisas-sobre-a-guerra-fria_1

2 – Por meio de grampos de metal, a URSS conseguia identificar facilmente passaportes falsos. Estes eram propositalmente de qualidade tão ruim que com o passar do tempo oxidavam.

3 – Sirenes de alerta contra ataques aéreos foram espalhadas por todos os EUA durante este período. Elas foram produzidas pela Chrysler (Chrysler Air Raid Sirens), mediam mais de 3,5 metros de comprimento e eram tão poderosas que quando acionadas, podiam transformar névoa em chuva.

coisas-sobre-a-guerra-fria_2

4 – Oficiais soviéticos acreditavam que um pequeno edifício situado no centro do Pentágono servia como sala para reuniões secretas. No entanto, a construção na verdade era uma barraca de cachorros-quentes.

5 – Durante a Guerra Fria, a CIA desenvolveu um programa secreto que visava equipar gatos com aparelhos de espionagem. Embora tivessem investido cerca de 15 milhões de dólares no projeto, ele obviamente não deu certo.

coisas-sobre-a-guerra-fria_3

6 – Porque a URSS tinha grande interesse na Passagem do Noroeste, uma região entre os oceanos Atlântico e Pacífico, os canadenses tiveram que realocar populações inteiras para garantir o controle da área.

7 – Em um ponto, os EUA consideraram lançar preservativos de tamanho extragrande na URSS rotulados como “médios”. A aparente intenção do país era desmoralizar o inimigo.

coisas-sobre-a-guerra-fria_4

8 – Em 1945, um grupo de crianças soviéticas presenteou o embaixador norte-americano no país com um belo selo de escritório. Somente sete anos depois descobriram que o presente era na verdade uma escuta.

9 – A CIA desenvolveu um plano secreto contra a barda (um tipo de armadura) de Fidel Castro. A Agência acreditava que cortando-lhe os pelos do rosto, sua imagem pública seria ferida.

coisas-sobre-a-guerra-fria_5

10 – Nos anos 80, após o avião coreano Boing 747 ser abatido acidentalmente depois de ter atravessado o espaço aéreo soviético, os EUA decidiram tornar a tecnologia GPS, usada em aparelhos militares, pública.

11 – Stanislav Petrov, um coronel soviético, monitorava alguns radares quando seus equipamentos sugeriram que os EUA estariam se preparando para um ataque nuclear contra a URSS. Com uma fração de segundos para tomar uma decisão, que pesava entre se tornar o estopim para o início de combates diretos ou considerar a mensagem um erro, ele optou pelo segundo caso. Então, porque decidiu não fazer nada, considerando que seus radares estavam errados, ele possivelmente evitou tragédias.

coisas-sobre-a-guerra-fria_7

12 – Entre os anos 1960 e 1968, a Força Aérea dos EUA manteve um programa secreto chamado Operação Chrome Dome. Ele consistia em uma série de bombardeiros carregados de armas termonucleares, todos assinalados a atingir a URSS, que voariam em horários planejados para garantir que um número considerável destes aviões estivesse no céu caso a primeira bomba detonasse.

13 – A Tsar Bomb, considerada a bomba nuclear mais poderosa já testada, foi detonada no Ártico pelos soviéticos em outubro de 1961. A nuvem de cogumelo resultante da detonação subiu cerca de sete vezes o tamanho do Monte Everest.

Fonte: List 25 Fotos: Reprodução / List 25

Jornal Ciência