Conheça as “pedras vivas” da Romênia, que crescem, respiram e se “reproduzem”

de Merelyn Cerqueira 0

pedras-vivas

A natureza nos oferece fenômenos cada vez mais curiosos para os quais, em muitos os casos, ainda não temos uma explicação. Na Romênia, por exemplo, há as estranhas Trovants, que poderiam ser consideradas simples pedras, se não fosse pelo fato delas crescerem, respirarem e se moverem.

 

As estranhas formações foram observadas na pequena cidade de Costesti, e desde que foram descobertas, há algumas décadas, vêm causando surpresa e admiração nos turistas. Os moradores as nomearam como “Trovants”, porque o nome significa “pedras que crescem”.

pedras-vivas_1

Quando comparadas às pedras normais, as Trovants não apresentam muitas diferenças físicas.  No entanto, além da característica incomum de que praticamente são “pedras vivas”, elas não são encontradas em outras partes do mundo além da Romênia e Rússia.

Quando os cientistas decidiram abrir as pedras, observaram dentro delas anéis semelhantes aos das árvores, de modo que desta forma conseguiram determinar sua idade em 6 milhões de anos. No entanto, por este mesmo motivo, salientou-se que elas poderiam ser consideradas um tipo de vida inorgânica.

pedras-vivas_2

Acredita-se que elas tenham se formado devido a uma extraordinária atividade sísmica na região. Suas medidas variam de alguns centímetros para 10 metros de altura, enquanto sua singularidade reside no fato de que são capazes de se “reproduzirem“. Devido ao efeito da água, a camada externa da pedra é umedecida, enquanto que a água escorre para dentro dela criando sais minerais. Uma vez úmidas, se expandem exercendo pressão sobre a superfície, que começa a se estender dando a sensação de que a pedra cresceu. Por vezes, o crescimento provoca a quebra da pedra, resultando na criação de uma nova.

Quanto ao movimento, há casos relatados de pedras que se moveram cerca 2,5 milímetros por semana. Especialistas indicam que esse fenômeno se deve ao fato de que, quando variam de tamanho, inclinam-se de um lado para outro, produzindo um ligeiro deslocamento. Também há quem diga que as pedras respiram em uma escala praticamente imperceptível que já foi sentido por equipamentos de alta sensibilidade por meio de pulsos.

pedras-vivas_3

As Trovants são compostas de arenito, isto é, areia em camadas unidas por um cimento de sais de carbonato, formados devido à ação da água.

Moradores locais das regiões que abrigam as pedras acreditam que elas possuem poderes mágicos. Logo, ao tocá-las a pessoa poderia captar sua força e energia. Atualmente, todas as pedras estão sob a proteção da UNESCO, uma vez que são declaradas Patrimônio da Humanidade.

[ Super Curioso ] [ Fotos: Reprodução / Super Curioso ]