Funcionário morre e tem corpo escondido por guarda-sol para mercado continuar aberto

Clientes relataram o ocorrido na internet e publicaram fotos de onde o corpo de Moisés Santos ficou escondido.

de Redação Jornal Ciência 0

Um caso revoltante está causando polêmica nas redes sociais: o funcionário do supermercado Carrefour, Moisés Santos, faleceu durante o horário de trabalho na manhã da última sexta-feira (14), em Recife (PE).

No entanto, o estabelecimento, para não fechar as portas, escondeu o corpo com guarda-sóis para que ninguém o visse, até a chegada do IML.

Fotos do corpo ocultado pelos guarda-sóis foram feitas por alguns clientes e viralizaram nas redes sociais, especialmente o Twitter.

Apenas quando o caso ganhou repercussão, entre segunda e ontem (19), o Carrefour se manifestou, respondendo os usuários que criticavam o estabelecimento pelo Twitter.

Por fim, a rede de supermercados divulgou uma nota oficial, se desculpando sobre a “forma inadequada” com a qual tratou o falecimento de Moisés. “A empresa errou ao não fechar a loja imediatamente após o ocorrido”, escreveu.

Leia íntegra da nota de esclarecimento da empresa, abaixo:

Fonte: R7 Foto: Reprodução / Twitter

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!