Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Expectativa de vida pode aumentar em todo o mundo em 2030

de Merelyn Cerqueira 0

Enquanto pensávamos que viver por tanto tempo seria quase impossível, os avanços médicos continuam quebrando todas as barreiras.

 

Sabendo disso, pesquisadores utilizaram dados para estimar que a expectativa média em muitos países será maior em 2030, e que muitas pessoas viverão até os 90 anos. Eles preveem que na Coreia do Sul, por exemplo, as mulheres chegarão a quase 91 anos, enquanto que nos EUA, que hoje possui uma das taxas mais baixas do mundo ocidental, as pessoas poderão sobreviver até os 83.

 

Os pesquisadores do Imperial College de Londres utilizaram dados de tendência de morte e longevidade para estimar a expectativa de vida em 35 países desenvolvidos até 2030. De acordo com o autor do estudo, MajidEzzati, muitas pessoas costumavam acreditar que 90 anos era o limite, mas a nova pesquisa sugere que iremos quebrar essa barreira.

 

A equipe trabalhou ao lado da Organização Mundial da Saúde para chegar aos resultados. Eles previram que as meninas nascidas no Reino Unido em 2030, poderão viver até os 85 anos em 21 dos 35 países considerados, enquanto que os meninos, 83, em 14 dos países. Ainda, uma menina nascida na Coreia do Sul em 2010, em média, poderá viver até os 91 anos, enquanto que um menino tem chance de chegar aos 84.

 

As francesas terão média de 89 anos, e os meninos suíços, quase 84, representando as maiores expectativas de vida da Europa. Os EUA, por outro lado, que hoje possui uma das taxas mais baixas do Ocidente em razão do alto número de mortalidade materna, infantil, homicídios e obesidade, em 2030 verá homens vivendo até os 80, enquanto que as mulheres poderão chegar aos 83.

3D838E4E00000578-4247380-Imperial_College_London_researchers_used_death_and_longevity_tre-a-1_1487754301669

A pesquisa, publicada na Lancet, também sugere que a diferença entre as expectativas de vida entre homens e mulheres está caindo. Os homens tradicionalmente tinham estilos de vida menos saudáveis”, disse Prof. Ezzati. “Eles fumavam e bebiam mais, sofriam mais acidentes de trânsito e homicídios”.

 

No entanto, com os estilos de vida se tornando mais semelhantes entre os gêneros, o mesmo ocorrerá com a longevidade”, acrescentou. Os pesquisadores previram que, no Canadá, por exemplo, os homens que estiverem na faixa dos 65 anos neste período, poderão sobreviver mais 23. Enquanto que as mulheres sul-coreanas viveriam outros 28 anos.

 

Expectativa de vida média para os nascidos em 2030 (mulher/homem):

Coreia do Sul – 91 / 84

França – 89 / 84

Japão – 88 / 83

Espanha – 88 / 83

Suíça – 88 / 83

Austrália – 87 / 84

Itália – 87 / 83

Canadá – 87 / 83

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail / Pixabay ]

Jornal Ciência