Efeitos bizarros da hipotermia


de Gustavo Teixera 0

Agora no Brasil as temperaturas estão elevadas pois nos aproximamos do verão. Mas, em todo o hemisfério Norte, o inverno se aproxima, e as temperaturas na maioria dos países são extremamente baixas, ficando até mesmo abaixo de zero.

E este pode ser um bom momento para se pensar na hipotermia, uma condição que ocorre quando a temperatura do corpo cai da marca dos 35 graus Celsius. Alguns sintomas comuns de hipotermia são: tremer o corpo, problemas no movimento, falhas na comunicação, desorientação similar a pessoas que estão sob efeito do álcool, dentre outras. Se o quadro de hipotermia se agravar, a frequência cardíaca e a respiração podem baixar a um nível nocivo, e consequentemente levar à morte.

Mas antes de chegar no ponto máximo de hipotermia, as pessoas com essa condição apresentam um comportamento esquisito em uma última tentativa de sobrevivência.

Síndrome do Esconde e Morre

Como consequência do agravamento do quadro de hipotermia, as pessoas apresentam o que os pesquisadores chamam de “Síndrome de Esconde- Morre”. Pesquisadores da Alemanha descreveram em um artigo publicado na Revista Internacional de Medicina Legal em 1995 vítimas que ficavam “numa posição que indicava um mecanismo final de proteção, isto é, debaixo de uma cama, atrás de um guarda-roupas, dentro de uma prateleira, etc.”

O comportamento não é muito bem estudado ou compreendido, mas esses pesquisadores alemães explicaram como sendo um “processo autônomo do tronco do cérebro, que é provocado no estado final da hipotermia e produz um comportamento primitivo de autodefesa, como o visto em animais que hibernam”.

Desnudamento Paradoxal

Se você achou esquisita essa síndrome do Esconde e Morre, uma outra reação chamada “Desnudamento Paradoxal” é sem dúvidas mais esquisita ainda. Ao invés de vestir mais roupas para se aquecer, a vítima de hipotermia, tira suas roupas, aumentando ainda mais o frio. Um dos métodos para aquecer um corpo, é usar o calor corporal de outra pessoa, e os especialistas recomendam que isso seja feito nu ou vestido com pouca roupa, facilitando a transferência de calor.

Para parar a perda de calor, o corpo contrai vasos sanguíneos, mas com o passar do tempo os músculos atuantes nessa contração falham, fazendo com que o sangue quente fuja para as extremidades. Ocorre, então, um momento em que a pessoa sinte que seu corpo está queimando, por isso, tira toda a roupa.

Hipotermia ou crime?

Muitas pessoas que morreram devido à hipotermia tiveram essas duas síndromes, mas geralmente, as autoridades que encontram os corpos acreditam ser vítimas de assassinato ou estupro, por estarem nuas e escondidas. Em um caso semelhante, uma mulher foi encontrada no Rochelle Park, em Nova Jersey, EUA, dentro de um arbusto e parcialmente nua, o que fez as autoridades acreditarem que ela foi vítima de agressão, mas naquela noite as temperaturas estavam extremamente baixas, indicando que ela morreu de hipotermia e teve as duas síndromes que foram relatadas acima.

Como evitar a Hipotermia

Pessoas que abusam de drogas e álcool têm maior predisposição a sofrerem de hipotermia, bem como aquelas quem sofre de desnutrição, segundo o Instituto Nacional de Saúde. A melhor forma de evitar hipotermia é usar bastante roupa nos dias frios, com toucas, cachecóis luvas e blusas grossas. Se você estiver num local próximo à água, tome cuidado: a água afasta o calor do corpo 25 vezes mais rápido do que o ar.

O uso de bebidas alcoólicas também pode ajudar uma pessoa a sofrer de hipotermia, pois o álcool dilata os vasos sanguíneos resultando no resfriamento do corpo.Caso você desenvolva a hipotermia, procure um médico rapidamente, mas se estiver em um caso de emergência os primeiros socorros para hipotermia incluem aquecer a pessoa usando cobertores e ingerir bebidas quentes.

[ Live Science ] [ Foto: Reprodução / Live Science ] 

Jornal Ciência