Conheça o lagarto que instantaneamente se livra da pele para fugir de predadores

de Merelyn Cerqueira 0

Conhecido como Geckolepis megalepis, ou lagarto-escama-de-peixe, o réptil pode ser encontrado em Madagascar e Ilhas Comores, na costa sudeste da África.

 

Enquanto muitas espécies de lagartos costumam se livrar da cauda quando atacados, G. megalepis é capaz de soltar a própria pele como um instinto de sobrevivência, segundo informações da Science AlertDe acordo com o pesquisador Mark Scherz, da Universidade Ludwig Maximilian de Munique, na Alemanha, o animal “parece um peixe até que você o agarra, e então parecerá com um peito de frango depenado”.

lagarto-trocando-de-pele_02

Scherz e sua equipe identificaram o animal como uma espécie autônoma em uma pesquisa publicada recentemente na revista PeerJ. Segundo eles, esta é a primeira vez que um novo membro do gênero Geckolepis é descoberto em 75 anos, em partes porque são difíceis de serem encontrados. Um dos desafios para os pesquisadores foi localizar o lagarto e diferenciá-lo de outras espécies. Isso foi dificultado pelo fato de que as escamas – chave para a identificação de répteis – saem facilmente.

 

No passado, os cientistas recorriam ao uso de lã para tentar agarrar os animais, de modo a impedir a liberação das escamas. Para este estudo, a equipe foi mais longe e utilizou uma microtomografia computadorizada (micro-TC) que forneceu varreduras de raios-X 3D do interior do lagarto. As imagens forneceram características do crânio, o que ajudou os cientistas a diferenciá-lo de outras espécies.

lagarto-trocando-de-pele_03

 

As escamas espessas, destacáveis e possivelmente ósseas do réptil são vagamente ligadas ao corpo, e podem sair facilmente sem deixar quaisquer cicatrizes, crescendo novamente em algumas semanas. As maiores, que podem medir até 8% do comprimento do lagarto, de acordo com os cientistas, se soltam com mais facilidade porque ocupam uma superfície de atrito grande.

 

A equipe acredita que o G. megalepis pode soltar suas escamas mais rápido e facilmente do que qualquer um de seus parentes, e que a ação não funciona apenas para proteção, mas sim como um meio de distração, para quando os predadores se aproximam. Você acha que elas são de alguma forma apenas protetoras, mas também funcionam como chamariz, mais para bloquear os dentes e garras do que ser comido”, disse Sherz em entrevista ao The New York Times. “Eles ficam presos naquelas escamas e permitem que o lagarto escape nu e ileso”.

 

Os pesquisadores acreditam que deve ser “energeticamente caro” para os lagartos regenerarem essas escamas que se soltam tão facilmente. Porém, em termos de sobrevivência, parece ser uma boa alternativa. Seja qual for o custo de regenerar as escamas, não pode ser tão caro quanto perder a vida para um predador“, disse Scherz à Live Science. “Assim mesmo quando o custo pode ser alto, vale a pena. Essa é uma estratégia evolutiva interessante”.

[ Science Alert ] [ Fotos: Reprodução / Science Alert ] 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
error: Proibida a cópia sem autorização.