Será que a Muralha de gelo de ‘Game of Thrones’ é fisicamente possível?

de Merelyn Cerqueira 0

Se você acompanha a série de TV da HBO Game of Thrones, então deve estar ciente da existência de uma grande muralha de gelo que supostamente ajuda a repelir gigantes e mortos-vivos.

 

No entanto, você já parou para se perguntar se esta estrutura poderia existir fora da ficção? A verdade é que cientistas fizeram a mesma pergunta, e por meio de um estudo, um deles descobriu que sem a ajuda de magia ela seria impossível. As informações são da Live Science.

muralha-game-of-thrones

A Muralha de Game of Thrones, tem cerca de 215 metros de altura e 480 quilômetros de comprimento. Considerada uma das nove maravilhas feitas pelos humanos, em “A Song of Ice and Fire” de George R.R. Martin (do qual a série é adaptado), é dito que A Muralha foi construída pelo lendário Brandon o Construtor, com a ajuda de gigantes. Seu objetivo, é simplesmente defender a fronteira norte dos Sete Reinos contra invasores, com a ajuda de uma ordem militar conhecida como Night’s Watch.

Mas o quão forte deveria ser esta parede de gelo para funcionar como tal? De acordo com Martin Truffer, um glaciologista da Universidade do Alasca Fairbanks, e responsável pelo estudo, primeiro deve-se considerar o problema de que o gelo é capaz de fluir.

muralha-game-of-thrones_1

Ele calculou que o peso de uma parede de gelo de cerca de 200 metros de altura geraria quase 1,8 megapascais de estresse na base. Para efeito de comparação, a quantidade de estresse que normalmente levaria para que o gelo fluísse nas geleiras é apenas 0,1 megapascais.

 

Eu apenas considerei algumas equações muito simples para determinar como essa parede se deformaria sob seu próprio peso“, disse Truffer à Live Science.

Embora ele tenha realizado o trabalho como um mero exercício de diversão, os resultados poderiam ter aplicações no mundo real. “Essas mesmas equações também têm aplicações mais sérias na análise do comportamento de calotas polares em Marte“, disse.

 

Segundo ele, a taxa na qual A Muralha se deformaria dependeria significativamente da temperatura média anual do ar à sua volta. “Porque há florestas ao redor ela, não pode ser tão frio – digamos, menos 10 graus Celsius”, explicou. “A essa temperatura, o muro rapidamente cairia em poucos meses, ou talvez até alguns dias“.

 

Por outro lado, uma maneira de manter A Muralha estável é esfriá-la de maneira significativa. Por exemplo, o resfriamento em -40° C reduziria a quantidade de tensão experimentada em cerca de cem vezes. “Há alguns lugares na Terra com este frio – alguns na Antártica“, disse Truffer.

Entretanto, esta seria apenas uma maneira de retardar o inevitável, porque mesmo a -40° C, o muro ainda cairia ao longo de alguns anos. “Os livros dizem que A Muralha tem cerca de 8.000 anos”, disse ele. “Mas eu acredito que em 1.000 anos ela já deveria ter caído“, disse ele acrescentando que a ideia acabaria com toda a proposta de seu criador.

 

Eu concluo que a parede de gelo como proposta não seria uma defesa praticável sob condições típicas da Terra“, afirmou Truffer na reunião anual da American Geophysical Union em Nova Orleans. “Poderes mágicos especiais seriam necessários para manter sua forma, mesmo que por apenas alguns dias“.

[ LiveScience ] [ Fotos: Reprodução / LiveScience ]