Energia ilimitada na Terra está cada vez mais próxima!

de Julia Moretto 0

energia-ilimitada_01

Uma fonte quase ilimitada de energia limpa pode se tornar realidade depois que uma equipe nos EUA estabeleceu um novo recorde para a fusão nuclear.

 

Quebrando o recorde anterior sobre a pressão de plasma – um dos principais componentes do processo de fusão – engenheiros e cientistas analisaram o processo em busca de uma fonte viável de produção de energia. Enquanto usar esse processo em usinas e indústrias parece estar muito distante, o trabalho mostra que a queima de combustíveis pode ser alcançada utilizando a abordagem atual.

 

A fusão nuclear está sendo vista como uma fonte potencialmente ilimitada de energia limpa, mantida pelos mesmos processos do interior do Sol. Utilizando calor intenso, os núcleos de elementos mais leves são fundidos em conjunto para criar elementos mais pesados. Ao fazer esse processo em reatores projetados, os engenheiros podem fundir átomos de hidrogênio em conjunto e produzir hélio, utilizando energia limpa e, consequentemente, não dependendo mais de combustíveis fósseis.

 

Para que a reação possa acontecer, o gás superaquecido é submetido a uma pressão que espreme os átomos, forçando-os a reagir. O trabalho, realizado no MIT Plasma Science and Fusion Center em Cambridge, Massachusetts, levou as pressões envolvidas até duas atmosferas – quebrando o recorde anterior em 15 por cento.

Eles conseguiram usar as pressões do reator MIT Alcator-C Mod Tokamak, que utiliza campos magnéticos intensos para conter a reação, mantendo-a em um volume fixo. Com a pressão mantida a 2,05 atmosferas – cerca de 10 metros abaixo da superfície do oceano – a temperatura no interior do reator atingiu mais de 35 milhões de graus Celsius.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]