“Internet quântica”, que pode ser a mais segura possível, está a um passo de ser criada!

de Bruno Rizzato 0

Os cientistas estão tentando descobrir como criar uma “internet quântica”, que seria totalmente segura e praticamente impossível de ser hackeada. A segurança de rede seria tamanha, que mesmo se alguém conseguisse coletar dados ou invadir a privacidade de alguém, seria possível saber imediatamente quem fez a invasão.

A internet quântica iria armazenar dados em partículas individuais de luz – conhecidas como fótons – em vez de feixes de luz, que são atualmente utilizados para transmitir informações através as redes de fibra ótica existentes. A informação transportada em luz clássica pode ser interceptada e lida, já os fótons não podem ser medidos sem serem destruídos. Por isso, qualquer tipo de pirataria ou invasão seria impossível.

Infelizmente, a criação de uma Internet quântica não é tarefa fácil. Os cientistas tentam há anos encontrar uma maneira eficaz de criar fluxos de feixes de fótons individuais, também conhecida como “luz quântica”. Agora, uma equipe da Universidade Stanford, nos EUA, pode ter conseguido o feito pela primeira vez, através da criação de uma fonte de luz quântica que poderia tornar-se a base de conexões quânticas. A fonte de luz seria um laser em nanoescala, no qual os feixes de luz passam através de um chip de arsenieto de gálio. Este chip funciona como um filtro e permite que a luz clássica (rosa) passe, ao mesmo tempo que produz a luz quântica (azul). Veja a imagem abaixo:

Internet-Quantica

O mecanismo funciona bem, mas quando o sinal foi enviado, os pesquisadores tiveram problemas para recebê-lo. “O problema é que a luz quântica é muito mais fraca do que o resto da luz vinda de um laser modificado. É difícil pegá-la. Então, criamos uma maneira de filtrar a luz indesejada, o que nos permite ler o sinal quântico muito melhor”, explicou a pesquisadora-chefe Jelena Vuckovic.

A filtragem funciona de forma parecida a fones de ouvido com abafador de ruído, jogando uma frequência semelhante aos sons ambientais para bloquear o ruído externo. Mas, neste caso, é a luz de fundo que está sendo cancelada. “Uma parte da luz voltando ao laser é modificada, como um ruído, impedindo-nos de ver a luz quântica. Nós a cancelamos ao sair, revelando e enfatizando o sinal quântico escondido”, disse um dos pesquisadores, Kevin Fischer.

Para fazer isso, eles trabalharam pela primeira vez exaltando a luz de fundo e, em seguida, brilhando um padrão semelhante de volta para a fonte de luz. Ao ajustar a sobreposição dessas duas fontes de luz, foi possível cancelar a luz de fundo, revelando a luz quântica escondida anteriormente. “Este é um desenvolvimento muito promissor e nos proporciona uma via prática para proteger as comunicações quânticas”, explicou Vuckovic.

Agora, a equipe está construindo um protótipo que poderia ser usado para construir as bases de uma internet quântica. Como os pesquisadores dos EUA descobriram recentemente como teleportar informação quântica por uma distância recorde de 100km de fibra óptica, é possível que o novo estudo, publicado na revista Nature Photonics, seja colocado em prática mais rápido do que o esperado.

[ Science Alert ] [ Foto: Reprodução / Desfavor ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!